Celebridades

Angelia Jolie é vista deixando apartamento de seu 1º ex-marido

Jonny Lee Miller foi casado com a atriz entre 1996 e 1999

A atriz Angelina Jolie durante visita a ONUA atriz Angelina Jolie durante visita a ONU - Foto: Michael Locciasano/AFP

Leia também

• Angelina Jolie questiona imparcialidade de juiz que analisa divórcio com Brad Pitt

• Angelina Jolie faz ensaio coberta de abelhas por uma causa ambiental

• 'Eternos', filme da Marvel com Angelina Jolie, ganha trailer; veja

A atriz e cineasta Angelina Jolie, 46, foi vista deixando o apartamento do ator inglês Jonny Lee Miller, 48, seu ex-marido, em Nova York. Segundo o Page Six, a atriz visitou Miller, famoso pela série "Elementary", neste sábado (12), e foi ao local sozinha, apenas com uma bolsa e uma garrafa de vinho.

Os dois se conheceram no set de filmagens de "Hackers" (1995) e pouco tempo depois se casaram. A união do casal durou de 1996 até 1999, quando o divórcio foi oficializado. Apesar do término, Jolie e Miller mantiveram a amizade.

"Jonny e eu nunca brigamos e nunca machucamos um ao outro. Eu realmente queria ser sua esposa. Eu realmente queria ter me comprometido", disse a atriz em entrevista ao jornal Calgary Sun. Com a notícia do possível affair, internautas compararam a relação com a de Jennifer Lopez, 51, e Ben Affleck, 48.

"Parece ser a nova moda entre os famosos", brincou um internauta. "Eu acho que pode ser bom para os dois", afirmou outro. "Ótimo vê-la seguindo com a vida", celebrou uma terceira pessoa. Miller foi casado por dez anos com a atriz Michele Hicks, de "Law and Order" (1990), com quem tem um filho de 12 anos.

Jolie se casou com o também ator Billy Bob Thornton, 65, entre os anos de 2000 e 2003, e depois com Brad Pitt, 57, entre 2006 e 2016, com quem teve seis filhos. Recentemente, a atriz criticou o juiz John Ouderkirk do processo que decidiu a custódia dos filhos dela e de Pitt durante o divórcio.

Ela diz que não teve um julgamento justo porque o magistrado se recusou a permitir que seus filhos testemunhassem no divórcio. Jolie tentou desqualificar o juiz ao dizer que ele se recusou a ouvir evidências relevantes para a segurança e o bem-estar das crianças antes de emitir uma decisão provisória. Os documentos não detalham quais podem ser essas evidências.

"O juiz Ouderkirk negou à senhora Jolie um julgamento justo, excluindo indevidamente suas evidências relevantes para a saúde, segurança e bem-estar das crianças, evidências críticas para fazer seu caso", segundo arquivamento no Segundo Tribunal Distrital de Apelação da Califórnia.

Veja também

Ator Rogério Samora sofre infarto gravando novela e fica em coma
SAÚDE

Ator Rogério Samora sofre infarto gravando novela e fica em coma

Bolsonaro insere mudança da Cultura para o Ministério do Turismo em MP
Cultura

Bolsonaro insere mudança da Cultura para o Ministério do Turismo em MP