Famosos

Anitta vai a terreiro com o pai e o irmão: conheça a relação da família da cantora com a religião

Pai e irmão da funkeira já eram frequentadores do terreiro de candomblé do pai de santo Sérgio Pina antes de ela começar a fazer visitas esporádicas

Anitta com o pai e o irmão no terreiro de candomblé do pai de santo Sérgio Pina, na Baixada FluminenseAnitta com o pai e o irmão no terreiro de candomblé do pai de santo Sérgio Pina, na Baixada Fluminense - Foto: @painitto no Instagram

Anitta mostrou ter seguido verdadeiramente os passos do pai, Mauro Machado, e do irmão, Renan, ao reforçar a própria crença em publicações recentes no Instagram. Na última segunda-feira (13), ela publicou fotos nas quais aparece no terreiro de candomblé do pai de santo Sérgio Pina, em Nova Iguaçu (RJ), na Baixada Fluminense. Desde que ganhou projeção nacional, em 2013, a funkeira faz visitas esporádicas ao terreiro.

Em publicações no Instagram, Mauro sempre reforçou a ligação com a religião de matriz africana. Ele, que também é conhecido como o “Painitto”, já mostrou tanto fotos suas no terreiro na Baixada Fluminense junto com Anitta quanto homenagens a orixás, divindades cultuadas na crença.

Na mídia social, Renan também mostra atividades da rotina no espaço religioso. Em diversas fotos, aparece com pessoas também frequentadoras do local de Sérgio Pina.

Já a mãe de Anitta, Miriam, é católica fervorosa e não tem ligação com o candomblé. Ela, aliás, faz homenagens para algumas divindades da sua religião e mostra visita a lugares sagradas para o catolicismo, como em Fátima, em Portugal, e em Aparecida (SP).

Desde que ganhou projeção nacional, a funkeira faz visitas esporádicas ao terreiro. A ida ao local jamais é anunciada, para evitar curiosos. Uma vez por lá, ela é tratada como qualquer outro frequentador. Nada de fotos ou alarde. Novamente sem divulgar antes a visita ao local na última segunda, a cantora aproveitou para celebrar Logun Edé, seu orixá protetor.

"Eu sou Longun Edé. O grande príncipe herdeiro da raça dos meus pais! Tenho a sensibilidade e a inteligência de minha mãe e a bravura e a esperteza de meu pai. Caçador e pescador, sou minha própria natureza. Sou o único capaz de reunir todos os mundos. Sou o equilíbrio entre os homens e as mulheres", iniciou ela na legenda da publicação.

 

"Sou cultuado nos axés do Brasil. Com Severiano, ergui, na Bahia, a casa do Kalé Bokum. Com Zezito, minha força chegou ao  Rio de Janeiro, onde desembarquei com a Corte Real Ijexá. Estou presente em todos aqueles que reconhecem que sou “santo menino que velho respeita”, como falou Mãe Menininha do Gantois. Eu sou a força da juventude no tempo. Estou no presente e daqui olho para o futuro. Estou no passado e de lá resgato as tradições. Estou no futuro em que meu legado é imortal! Eu nunca morro", continuou a cantora.

"Também estou no desafio aos limites. Neste mundo de afrontas, sou o combate à humilhação das pessoas subalternizadas, empobrecidas e constrangidas simplesmente por existirem. Ousadia é meu nome contra os que negam uma vida plena e digna aos jovens pretos. Texto sinopse da Unidos da Tijuca para seu Carnaval 2025 que será dedicado ao orixá", concluiu.

Veja também

Na reta final, Cannes aguarda premiação sob grande impacto de filme iraniano; entenda
Cannes

Na reta final, Cannes aguarda premiação sob grande impacto de filme iraniano; entenda

Recuperado, Tony Ramos fala ao Fantástico: 'Sempre valorizei a vida e, agora, valorizo muito mais'
Tony Ramos

Recuperado, Tony Ramos fala ao Fantástico: 'Sempre valorizei a vida e, agora, valorizo muito mais'

Newsletter