Aos 89 anos, morre o luthier João Batista

Mestre dos violinos, ele teve clientes ilustres como o maestro Cussy de Almeida e João Gilberto

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson FachinMinistro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin - Foto: Agência Brasil

Mestre dos violinos, o luthier João Batista morreu, aos 89 anos, na manhã deste sábado (15) no Hospital das Clínicas. O enterro está marcado para às 16h, no cemitério Memorial Guararapes. Uma das raras pessoas a exercer a profissão no Brasil, João atendeu diversos músicos e teve clientes ilustres como o maestro Cussy de Almeida e João Gilberto.

Ele foi internado dia 5 de setembro. Antes disso, segundo a filha Nadja Padilha, estava em casa tralhando normalmente, mas vinha se queixando de dores no corpo, febre e fastio. "Estávamos até marcando um passeio no dia dos pais mas ele não aguentou ir, consultei o médico conseguimos uma vaga no Hospital das Clínicas, mas ele passou dois dias e foi encaminhado para a UTI do HC. O motivo da internação foi de algumas complicações como pneumonia", contou.

Ainda segundo ela, nos seus últimos dias de vida, João Batista não respondia bem ao tratamento, não reconhecia mais os familiares e estava com um quadro de pressão baixa. Ele também vinha se tratando de um câncer na próstata, mas, de acordo com familiares, ao que tudo indica, a causa da morte foi falência múltipla dos órgãos. "Ainda estamos aguardando a certidão de óbito, mas pelo que falamos com a médica provavelmente a causa da morte tenha sido falência múltipla dos órgãos", disse Nadja.

Ela trabalhava com o pai na oficina de consertos de violinos e comentou que não pretende mais seguir o ifício. "Vai ser muito difícil continuar sem ele. Eu fazia simples reparos, tudo contava com a ajuda dele. Passava a maior parte do tempo com ele, além de trabalhar, o acompanhava. A lembrança que fica é a melhor possível, de um pai carinhoso", revelou. 

O luthier também foi professor da primeira Escola de Formação de Luthier e Archetier de Pernambuco, inaugurada em setembro de 2012 pela Orquestra Criança Cidadã (OCC), iniciativa que visava, entre outros objetivos, à preservação desse ofício que está quase extinto pela produção em série.

Incêndio
Em abril de 2014 ele viu o modesto ateliê de conserto de instrumentos musicais, em Jardim São Paulo, ser consumido pelas chamas. Carismático, viu sua tragédia causar grande comoção na sociedade.

Ofício
A palavra luthier é originária da língua francesa e deriva de "luth" (alaúde). Designa os especialistas que consertam ou constroem instrumentos de cordas. Já a archeteria é uma ramificação do trabalho e se encarrega da fabricação de arcos para instrumentos eruditos, como violino, violoncelo e contrabaixo.

 

Veja também

Missa de Sétimo Dia de Zé Som será nesta quarta-feira (8) em Olinda
Luto

Missa de Sétimo Dia de Zé Som será nesta quarta-feira (8) em Olinda

Cleo diz estar 'alimentando contatinhos' durante a quarentena
famosos

Cleo diz estar 'alimentando contatinhos' durante a quarentena