Após críticas, Jackie Chan oferece R$ 620 mil a quem encontrar uma cura para o coronavírus

A oferta foi feita numa rede social chinesa, após Jackie Chan receber críticas pela pouca ajuda que estava dando às pessoas afetadas pela doença

Jackie ChanJackie Chan - Foto: Reprodução/Instagram

O ator Jackie Chan, 65, ofereceu 1 milhão de yuan (cerca de R$ 620 mil) a quem conseguir desenvolver algum tipo de cura contra o coronavírus, que já infectou em torno de 60 mil pessoas no mundo e teve epicentro na China, país de origem do artista.

A oferta foi feita numa rede social chinesa, após Jackie Chan receber críticas pela pouca ajuda que estava dando às pessoas afetadas pela doença. Na ocasião, o ator havia gravado um vídeo afirmando que acompanhava de perto as ações de combate à doença e que acredita que Wuhan e a China vão superá-la.

Os internautas não ficaram satisfeito com o ator e cobraram mais atitude: "Por que você não doou um centavo, apesar de ser tão rico?", acusavam alguns deles, segundo o site Today Online. No início do mês então, Jackie Chan fez a oferta, notícia que chegou aos jornais ocidentais apenas nos últimos dias.

Leia também:
Jackie Chan revela em livro agressões ao filho e traição
Filha de Jackie Chan diz ter dormido na rua por causa de pais homofóbicos 

"Se alguém, seja um indivíduo ou uma instituição, for capaz de produzir uma cura eficaz para o vírus, desejo dar a eles 1 milhão de yuans como um sinal de minha gratidão", escreveu ele. "Espero que todos entendam que não se trata de dinheiro (...) só não quero ver pessoas sofrendo e morrendo quando deveriam aproveitar a vida".

Vários filmes tiveram seu estreia adiada na China por conta do surto de coronavírus, inclusive "Vanguard", estrelado por Jackie Chan. 

Veja também

Shopping Patteo Olinda recebe exposição de veículos em miniatura
Colecionadores

Shopping Patteo Olinda recebe exposição de veículos em miniatura

Música pernambucana: artistas independentes unem o melhor das músicas local e internacional
Música

Música pernambucana: artistas independentes unem o melhor das músicas local e internacional