Após deixar a prisão, Rennan da Penha assina contrato com gravadora

DJ carioca, responsável pela festa 'Baile da Gaiola' gravará um DVD pela Sony Music, em novembro do próximo ano

Rennan da Penha assina contrato com Sony MusicRennan da Penha assina contrato com Sony Music - Foto: João Victor Portugal/Divulgação

Criador do baile funk carioca “Baile da Gaiola”, o DJ Rennan da Penha é o novo contratado artístico da Sony Music. O contrato foi assinado nessa segunda-feira (9) e o primeiro trabalho em parceria com a gravadora será um DVD filmado em janeiro de 2020.

Responsável por hits como “Hoje eu vou parar na gaiola” e “Brota na Penha”, Rennan passou por momentos difíceis em 2019. No mês de abril, ele foi preso após ser condenado pela Justiça do Rio de Janeiro pelo crime de associação ao tráfico de drogas, mesmo tendo sido inocentado em primeira instância, por falta de provas.

Na época, a prisão foi considerada arbitrária por diversas entidades. A Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro questionou a decisão da justiça, que considerou uma tentativa de criminalização do funk. O DJ só foi solto em novembro, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de derrubar a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância.

Leia também:
DJ Rennan da Penha deixa a prisão e reencontra a família no Rio de Janeiro
Defesa de Rennan da Penha vai pedir liberação do DJ após decisão do STF


Aos 25 anos, Rennan é um dos principais nomes do funk brasileiro na atualidade. Em outubro, foi um dos vencedores do Prêmio Multishow 2019. Sua música em parceria com Livinho, “Hoje eu vou parar na gaiola” foi escolhida pelo júri de especialistas como “canção do ano”. No mesmo evento, foi consagrado como “produtor do ano”. Ele também concorreu ao Grammy Latino pelo videoclipe de “Me solta”, de Nego do Borel, do qual participou da produção.

Veja também

Fiuk, Viih Tube e Projota são os participantes do BBB 21 mais comentados do Twitter
Reality

Fiuk, Viih Tube e Projota são os participantes do BBB 21 mais comentados do Twitter

Rafinha Bastos precisará apagar vídeos contra Marcius Melhem sob pena de R$ 500 ao dia
Polêmica

Rafinha Bastos precisará apagar vídeos contra Marcius Melhem sob pena de R$ 500 ao dia