Após sete anos, Cine UFPE inaugura nesta quarta-feira

A sala de cinema conta com 178 poltronas e está preparada para exibir filmes em 2D e em 3D

O projeto foi idealizado pelo professor Paulo CunhaO projeto foi idealizado pelo professor Paulo Cunha - Foto: Divulgação

Com o objetivo de oferecer uma programação de alto padrão à comunidade acadêmica e à população em geral, o Cinema da UFPE será inaugurado nesta quarta-feira (9), às 18h. O espaço fica no bloco B do Centro de Convenções da instituição e conta com 178 poltronas, incluindo lugares para cadeirantes e obesos. Oferecerá uma projeção DCP 4K, com som Dolby 5 X 1. A sala está preparada para exibir filmes em 2D e em 3D. Estão previstas ainda sessões acessíveis com filmes nacionais em Libras, LSE e audiodescrição, em parceria com o projeto Alumiar, do Cinema da Fundação. Assim como as Sessões Cinemateca, com filmes antigos, em parceria com a Cinemateca Pernambucana.

O projeto foi idealizado pelo professor Paulo Cunha, em 2012, no início da primeira gestão do Reitor Anísio Brasileiro, e passou sete anos para sair do papel, com custo aproximado de R$ 3,5 milhões, bancados com recursos próprios da universidade.

Leia também:
Pesquisadores da UFPE participam de expedição na Antártica
Martin Scorsese diz que filmes da Marvel 'não são cinema'

A abertura ao público, no entanto, só acontece no dia 7 de novembro. Inicialmente, serão duas sessões diárias, de terça a sábado, mas a intenção é passar para três sessões até o fim do ano. A grade de programação só será definida dias antes da abertura. O cinema será administrado em parceria com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da UFPE. O desafio da sala é ser autossustentável e para isso serão cobrados ingressos de R$ 14,00 (inteira), R$ 7,00 (meia) e R$ 6,00 (ingresso subvencionado para estudantes, professores e técnicos da UFPE). As sessões de acessibilidade comunicacional e as de formação de plateia serão gratuitas.

Veja também

Doação da Netflix ajuda mais de 5.000 profissionais do setor audiovisual
streaming

Doação da Netflix ajuda mais de 5.000 profissionais do setor audiovisual

Público faz abaixo-assinado com 15 mil assinaturas para mudar nome de esmalte
internet

Público faz abaixo-assinado com 15 mil assinaturas para mudar nome de esmalte