Apresentadora americana é acusada de racismo

A apresentadora Megyn Kelly questionou, em um talk show, o porquê do blackface ser considerado um problema

Megyn Kelly, apresentadoraMegyn Kelly, apresentadora - Foto: Divulgação

Megyn Kelly, um dos rostos mais conhecidos da televisão nos Estados Unidos, não foi ao ar nesta quinta-feira (25) após polêmica provocada por um comentário questionando por que o "blackface" era considerado racista.

Em um talk show na NBC sobre fantasias para o Halloween, a apresentadora de 47 anos questionou por que o "blackface", uma tradição racista praticada na época da segregação racial e que consiste em pessoas brancas pintarem o rosto de preto para zombar dos negros, era sempre um problema.

Leia também:
Diretor de editora é investigado por racismo em evento da Flip
'Aprendi a ser mais humilde', diz William Waack após acusação de racismo
Câmeras apontadas para o racismo

"O que é racista? Porque, para dizer a verdade, você terá problemas se for branco e se pintar de preto para o 'Halloween', mas não se for negro e se maquiar de branco", afirmou. A apresentadora lembrou que quando era criança, não era um problema se disfarçar de um personagem.

Os comentários provocaram uma onda de rejeição nas redes sociais. "Embora ela tenha se desculpado com a equipe, deve desculpas a todas as pessoas de cor do país", disse Al Roker, um famoso apresentador do tempo da rede.

Desculpas

Nesta quinta-feira, a NBC reexibiu um programa antigo do "Megyn Kelly Today". Na edição de quarta-feira, a apresentadora iniciou o programa pedindo desculpas.

"Eu aprendi que, dada a história de como foi usado neste país o 'blackface' por pessoas racistas, isso não deve ser usado como fantasia, nem no 'Halloween' ou em outro contexto", acrescentou, antes de apresentar dois comentaristas negros com quem discutiu a polêmica.

Veja também

Karol Conká e Carla Diaz confirmadas no BBB 21; confira mais nomes
Reality Show

Karol Conká e Carla Diaz confirmadas no BBB 21; confira mais nomes

MP de Alagoas investigará suposto convite de vacinação de prefeito a Carlinhos Maia
Alagoas

MP investigará suposto convite de vacinação a Carlinhos Maia