Moda

Aria Social inaugura loja do projeto Casa de Maria

Espaço abrigará peças da nova coleção, com bolsas assinadas por Gisela Mendes e produzidas por artesãs

Mães de alunos do Aria Social integram o projeto Casa de MariaMães de alunos do Aria Social integram o projeto Casa de Maria - Foto: Divulgação

Os produtos confeccionados pelas artesãs do projeto Casa de Maria, ligado ao Aria Social, ganharão um espaço fixo para serem comercializados. Instalada na sede da escola de artes, localizada no bairro de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, a nova loja será inaugurada no dia 1º de dezembro, às 15h. 

Criado pela bailarina Cecília Brennand, o Aria Social é uma organização sem fins lucrativos que, desde 2004, oferece educação artística gratuita para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. Há três anos, visando engajar as mães dos alunos em atividades durante o período das aulas, nasceu a Casa de Maria. 

Através de oficinas de artesanato, que culminam na produção e comercialização de peças, o projeto garante renda para as famílias envolvidas. Parte dos recursos adquiridos com os produtos vendidos vai para a manutenção do própria instituição, que depende de patrocinadores e doações para sobreviver.

“As mães dos alunos ficavam esperando seus filhos terminarem as aulas, sem fazer absolutamente nada, até que uma delas teve a iniciativa de ensinar crochê. Jé era uma ideia nossa envolvê-las em algo de empreendedorismo social. A gente fornece cursos, como costura e tricô, e elas despertam para isso, se profissionalizando e produzindo também em suas próprias comunidades”, explica Cecília.

As peças com o selo Casa de Maria já foram comercializadas em edições da Fenearte e chegaram a ocupar um espaço temporário no shopping RioMar. A ideia de criar um loja própria para a marca veio no intuito de investir nas vendas no atacado. “Queremos atrair as visitas dos turistas, que valorizam muito o que é inspirado na nossa cultura. Isso pode abrir as portas para o exterior e ampliar o nosso alcance”, conta. 

Assinado pela arquiteta voluntária Fátima Coimbra, o espaço funcionará de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e contará também com peças, com preços a partir de R$ 79. A instituição já se prepara para as vendas digitais e, em breve, deve lançar um site para compras online. 

Nova coleção

Com a abertura do showroom, será lançada uma nova coleção de bolsas, que têm a assinatura da designer pernambucana Gisela Moraes. São 15 modelos diferentes, confeccionados a partir de materiais reciclados. Para garantir a atemporalidade das criações, foram trabalhadas cores fortes e contrastantes, sem estampas, utilizando as técnicas de tricô, macramê e crochê. 

Bolsa da Casa de MariaPeças são feitas com materiais reciclados (Foto: Divulgação)

“A Casa de Maria já utilizava fios de malha doados, que vinham de sobras da indústria têxtil. O problema é que as peças acabavam ficando pesadas. Então, para conseguir um produto mais leve, encontrei a solução misturando com outros materiais, como palha, cordão e jornal, que é trançado e ganha um aspecto bem rústico”, detalha Gisela. 

Atuante na área do design gráfico, Gisela trabalhou pela primeira vez em uma série de produtos de moda. Há cerca de um ano, ela passou a acompanhar mais de perto das atividades do projeto. “Eu quis participar da coleção pelo desafio e, principalmente, pelo caráter social. O valor humano agregado a esse trabalho é o que mais importa, porque além do dinheiro conquistado, essas mulheres aprendem a empreender”, conta. Em função da pandemia, a designer viabilizou aulas online com um professor de artesanato para as mães. Com a retomada gradual das atividades, as reuniões presenciais retornaram, mais ainda com um número reduzido de artesãs. 

Novos projetos

No Ária Social, o retorno das aulas de música e dança já começaram de forma parcial. Apenas os alunos com mais de 15 anos voltaram ao modo presencial e em turmas menores, seguindo um esquema de rodízio. O modelo à distância segue como alternativa para os menores.

Mesmo diante dos desafios da pandemia, a instituição já traça planos para o ano de 2021. Um deles, que está sendo acalentado há cinco anos, é o da inauguração de um teatro em sua sede. Com capacidade para 150 pessoas, o espaço passou por reforma e aguarda a aquisição de equipamentos para começar a funcionar. Também no próximo ano, deve ser lançado um novo espetáculo musical, que homenageará a vida e a obra do músico e compositor pernambucano Capiba.

Veja também

Bate-papo sobre bastidores do JGE + peça online no penúltimo dia do festival , esta quarta (27)
JGE

Bate-papo sobre bastidores do JGE + peça online no penúltimo dia do festival , esta quarta (27)

Jane Fonda receberá prêmio honorário do Globo de Ouro por seu ativismo social
Prêmio

Jane Fonda receberá prêmio honorário do Globo de Ouro por seu ativismo social