Arquétipo Rafa traz teor político em sua música

Músico discute, em suas canções, questões sociais como machismo e corrupção. Arquétipo Rafa vem lançando seu trabalho, aos poucos, em seu canal no YouTube e nas plataformas musicais

Arquétipo Rafa lança seu primeiro EP, depois de três anos produzindo-oArquétipo Rafa lança seu primeiro EP, depois de três anos produzindo-o - Foto: Lais Domingues/Divulgação

Foi da indignação social e da vontade de falar sobre tabus que nasceu "Ode ao Óbvio", primeiro EP do artista Arquétipo Rafa. A data de início da produção não deixa passar seu teor político: em 2015, diante dos protestos políticos que rodaram o País, Rafa decidiu que pararia de compôr sobre romances e começaria a utilizar sua música como discussão política.

"Durante aquela época, eu estava com uma banda autoral no Recife e escrevia sobre outras coisas que eram confortáveis para mim", relembra o cantor. "Nunca tive pretensão de montar esse EP, mas eu vi que eu tinha quatro músicas que falavam do mesmo tema, do mesmo cenário. Músicas sobre nossa realidade. Foi quando eu comecei a pensar sobre política de forma mais concreta", comenta.

Leia também:
Banda Sage Act segue firme em seu propósito musical
Consumo de música na internet muda a forma de distribuição e lançamento de novos discos


Arquétipo Rafa entende que a situação política brasileira não mudou tanto desde 2015 e, por isso, seu EP continua atual. "Temos os mesmos problemas (machismo, privatização de espaço público urbano, corrupção). É importante falar sobre isso mesmo que isso não seja confortável para nós. A culminância dessas músicas se apresentou no estado político que estamos atualmente. É interessante conversar sobre isso de forma neutra”, interpreta.



“Nas músicas eu falo sobre ideias inclusivas de esquerda, mas isso não necessariamente está ditado como o correto. É só para debater e conversar, pois é importante que isso esteja em todos os lugares, principalmente na arte. Se não conversarmos sobre isso, não conseguimos mudar o que está acontecendo”, finaliza.

Uma música a cada semana

O lançamento de "Ode ao Óbvio" vem sendo feito durante todo o mês de maio, através do canal do YouTube de Arquétipo Rafa. Ele preferiu que fosse assim, aos poucos, com uma música sendo lançada de cada vez, para ter certeza de que a mensagem nas letras iria ser recebida e compreendida.

"Cada música trata de um conceito individual, de um discurso definido. Assim, as pessoas ouvem com mais calma", diz. "A gente está muito na correria da informação, não temos tempo para ouvir, para respirar. E acho que está funcionando [essa forma de divulgação], porque deu tempo das pessoas ouvirem e entenderem a mensagem. E aí na outra semana elas estão prontas para pensar em outra coisa, receber outra ideia”, conclui.

Nas letras das músicas, Arquétipo Rafa discute questões sociais como corrupção, uso de drogas e machismo nas harmonias do samba. As faixas "Formigueiro", primeira a ser lançada, e "Um Brinde", compartilhada  na última terça-feira (8), já podem ser encontradas em seu canal do YouTube e também na plataforma digital Spotify.

Veja também

Roberto Carlos faz 80 anos e diz ser o mesmo cara de sua juventude
Aniversário

Roberto Carlos faz 80 anos e diz ser o mesmo cara de sua juventude

Camilla vence prova do Anjo do "BBB 21" e dá Monstro para Arthur, Caio e Gil
BBB 21

Camilla vence prova do Anjo do "BBB 21" e dá Monstro para Arthur, Caio e Gil