Artista plástico Carlos Pragana estreia nova exposição

Autodidata, Carlos Pragana mostra retrospectiva de sua obra em seu ateliê no Pina, onde ficará em cartaz a exposição '1966'

Autodidata, Carlos Pragana mostra retrospectiva de sua obra no novo espaço no Pina, onde ficará em cartaz a exposição '1966'Autodidata, Carlos Pragana mostra retrospectiva de sua obra no novo espaço no Pina, onde ficará em cartaz a exposição '1966' - Foto: Cecília Bradley/Divulgação

Cinquenta anos de arte condensados em uma nova exposição. Esta é a proposta da mostra "1966", que o artista plástico Carlos Pragana inaugura nesta quinta-feira (23), às 18h, em seu ateliê no bairro do Pina. O título remete à primeira obra produzida pelo pintor (um óleo sobre papel), aos 14 anos - a qual também serviu como ponto de partida para esta cronologia visual e afetiva concretizada em 30 telas, desenhos e colagens, que estão espalhados pelo espaço.

Leia também:
Pragana leva sua arte para galeria em Sintra, Portugal
Obras de Pragana estarão em 'Onde Nascem os Fortes'
Carlos Pragana fala sobre a sua paixão pela vida e pela arte


Pragana conta que, apesar de haver tanto tempo separando a feitura de algumas das obras, existe uma continuidade nelas. "Gravei em cada uma minha identidade. Tenho 67 anos, mas me vejo no Carlos Pragana de 14", revela. A série de obras tem hiatos que refletem a vida do homem Carlos.

"Houve um período em que deixei de pintar. Meu pai faleceu e deixou um engenho, e não havia ninguém para tomar conta. Foi algo que chegou para mim sem eu pedir. Fui agricultor por 20 anos, e não tinha tempo de pintar. Do jeito que a vida me levou, me trouxe de volta. Em 1999 o negócio quebrou e eu parei para refletir. E aí, fui fazer o que sempre quis, que era pintar. Hoje, sou artista há 20 anos ininterruptos", orgulha-se.

Peças que compõem exposição foram produzidas ao longo de cinco décadas

Peças que compõem exposição foram produzidas ao longo de cinco décadas - Crédito: Cecília Bradley/Divulgação

Autodidata, ele trabalha com pinturas, esculturas, colagens, desenhos, serigrafia e fotografia, e já participou de diversas exposições individuais, como “Pragana” (2001) e “O Homem e Sua Sombra” (2009), no Museu do Estado de Pernambuco; “Desconstrução” (2012), no Centro Cultural dos Correios; e “Aglutinar” (2013), na Arte Plural Galeria.

"1966" foi organizada com curadoria do arquiteto Diogo Viana e, segundo Pragana, "é uma desculpa para chamar as pessoas para perto". Após a inauguração oficial, a exposição seguirá aberta ao público, diariamente, das 14h às 18h, até o dia 30 de junho.

Serviço
Exposição “1966”, de Carlos Pragana

Onde: Ateliê Carlos Pragana (r. Gago Coutinho, 500, Pina)
Quando: Coquetel de abertura nesta quinta-feira (23), às 18h
Visitação: 24/05 a 30/06, das 14h às 18h
Entrada gratuita

Veja também

Morre o ator e diretor de teatro Carlos Reis, conhecido por interpretar Jesus na Paixão de Cristo
Luto

Morre o ator e diretor de teatro Carlos Reis, conhecido por interpretar Jesus na Paixão de Cristo

'Luca', da Pixar, é visto como uma alegoria gay ao mostrar amizade de dois adolescentes
Animação

'Luca', da Pixar, é visto como uma alegoria gay ao mostrar amizade de dois adolescentes