Artistas e produtores protestam por falta de pagamento pela Paixão de Cristo

Segundo Juvino Agner, responsável pela Paixão de Cristo de Camaragibe, os pagamentos estão atrasados há mais de dez meses

Folha FinançasFolha Finanças - Foto: Arte/Folha de Pernambuco

Atores, técnicos e produtores teatrais se reuniram em frente à sede da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), na Rua da Aurora, Boa Vista, na manhã desta quarta-feira (04). O grupo cobra o pagamento dos incentivos para a realização dos espetáculos da Paixão de Cristo apoiados pelo projeto Pernambuco das Paixões, capitaneado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura e da Fundarpe.

Dez encenações foram contempladas pelo projeto, que inclui as cidades de Recife, Camaragibe, Garanhuns, Paulista, Limoeiro, Bom Jardim, Amaraji, São Lourenço da Mata, Floresta e Sertânia. O edital foi divulgado em janeiro de 2016 e prometia destinar até R$ 340 mil para as encenações da última Páscoa.

Segundo Juvino Agner, responsável pela Paixão de Cristo de Camaragibe, os pagamentos estão atrasados há mais de dez meses. "Em outras edições, o depósito era feito em até 90 dias. Desta vez, até agora não recebemos nada. A Fundarpe joga a responsabilidade para a Secretaria da Fazenda e nós ficamos sem poder pagar as pessoas que trabalharam duro nos espetáculos", lamenta. Neste momento, o grupo se reúne com a presidente da Fundarpe, Márcia Souto.

Veja também

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'
Streaming

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19
Coronavírus

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19