Artistas lamentam a morte de Moraes Moreira

Através das redes sociais, famosos como Gilberto Gil, Silva, Alceu Valença e Gal Costa homenagearam o cantor e compositor baiano

Gil e Moraes Moreira Gil e Moraes Moreira  - Foto: Reprodução/Instagram

O Brasil perdeu, nesta segunda-feira (13), um de seus nomes mais significativos. O cantor e compositor Moraes Moreira, um dos fundadores do lendário grupo musical Novos Baianos, faleceu aos 72 anos de idade. A morte comoveu não apenas fãs anônimos, mas também colegas de profissão famosos, que homenagearam o artista baiano em seus perfis nas redes sociais.

O também baiano Gilberto Gil publicou uma foto antiga ao lado de Moraes, em preto e branco, de quando os dois eram mais jovens. “Menino do sertão da Bahia, ouviu encantado a música do mundo e fez dela seu universo expressivo. Deixa saudade e uma grande obra”, escreveu na legenda.

A cantora Gal Costa relembrou que gravou inúmeras canções compostas por Moraes Moreira, incluindo “Festa do Interior”, um de seus maiores sucessos. “Que ele fique em paz, que esteja em um lugar lindo e maravilhoso. A gente perdeu uma pessoa maravilhosa e um músico, compositor, incrível. Quero mandar um beijo de conforto à família dele, mulher e filhos”, publicou.

Leia também:
A grande amiga de Moraes Moreira no Recife
Morre, no Rio, o cantor e compositor Moraes Moreira

Marina Lima revelou que o músico foi casado durante anos com uma prima sua, Marília, com quem teve dois filhos: Davi e Ciça. “Um cara tão talentoso e querido... Muita Luz pra você, Moraes. Vai em paz”, desejou. Já o alagoano Djavan escreveu: “Muito triste a notícia da passagem de Moraes Moreira, um artista incrível, dono de um talento que nos deu tantas alegrias. Um abraço carinhoso a toda sua família. Que ele descanse em paz”.

Amigo do cantor e de sua família, o pernambucano André Rio declarou que está devastado com a notícia. “Não consigo ainda mensurar em palavras o que estou sentindo. Por hora, só consigo agradecer a ele pela sua música, amizade, ensinamentos e inspiração. E deixar o meu abraço cheio de amor para o querido amigo @davimoraesoficial e toda família. Descanse em Paz nosso eterno novo baiano. Obrigado por tudo. Obrigado por tanto”, postou.

Margareth Menezes apontou para o legado musical que seu conterrâneo baiano deixa. “Meu coração chorou com a partida desse mestre da nossa MPB. O legado de Moraes Moreira fica como um símbolo da grandeza da produção musical baiana da sua geração. Uma referência revolucionária no campo da arte de compor e tocar música popular, música de carnaval, música afro baiana, música pop urbana, pensamento transcendental, urbano e universal. Diversidade melódica e harmônica, capacidade e sintetizar rock, ijexá, bossa-nova nova, frevo e samba. Fez o Brasil subir a Ladeira e não deixou a Três Raças do Brasil sem poesia. Valeu, demais. Adeus Seu Moraes, até um dia”, diz o texto.

Outra diva do axé, Daniela Mercury, também lamentou a morte do músico. “Estou devastada com a morte de Moraes. Meu amigo, um gênio da música brasileira, uma fundamental referência para todos nós. Ele sempre foi o nosso poeta do carnaval. O primeiro a colocar voz em um trio elétrico. Dono de um repertório carnavalesco único,
já no início da minha carreira me deu a canção ‘Monumento Vivo’, uma obra prima. E eu pude cantar muitas vezes suas canções nos meus quase 40 anos de trio elétrico. Ainda ganhei de Caetano a canção ‘Axé, Axé’ onde diz: , ‘Moraes Moraes, seu nome é Salvador’. Moraes é um grande mestre da música brasileira no mundo, um mestre para mim e para todos que amam música. O trio elétrico está de luto. O Axé está de luto. Muita saudade. Um beijo carinhoso para a família”, compartilhou.

Claudia Leitte escreveu um trecho de “Chame gente”, uma das tantas composições do artista e refletiu: “Em tempos tão loucos, onde a mistura de gente só pode acontecer na nossa imaginação, espero em Deus que seu Santo Espírito abrace cada familiar, amigo e a nós, seus fãs e admiradores! Descanse em Paz, Moraes Moreira”. Para o cantor Silva, o Brasil perdeu um dos maiores gênios da sua música. “Tivemos momentos juntos que vão ficar em minha memória pra sempre. Quanta energia, quanta potência. Moraes, muitíssimo obrigado por tudo! Estará pra sempre no meu coração e nas minhas cordas vocais!”, contou.

O cantor Silva, ao lado de Moraes Moreira

O cantor Silva, ao lado de Moraes Moreira - Crédito: Reprodução/Instagram



O pernambucano Alceu Valença relembrou memórias ao lado do amigo. “Triste. Muito triste com a partida de Moraes. Ele foi e sempre será um dos maiores artistas da nossa geração. Saudade de nossos papos nas saudosas noitadas do Baixo Leblon. Saudade do dia em que lhe concedi o título de Bicho Maluco Beleza em um inesquecível carnaval em Olinda. Consigo voltar no tempo e vê-lo cantando: Tem gente / tem gente que pensa / que eu sou o Alceu Valença / Também já me aconteceu: pensarem que Alceu era eu... Abraço forte meu irmão. Você continuará através de suas músicas a comover e alegrar os corações e mentes de nossa gente”, escreveu.

“Tristemente triste, sem acreditar, sem querer que isso tenha acontecido! Amigo querido, grande grande artista que selou, lacrou um patamar histórico na música brasileira! Será lembrado por tantas belas canções que marcaram nossas vidas! Sentiremos saudade! Agora, missão cumprida, descanse em paz, amigo!!!”, compartilhou Elba Ramalho. Geraldo Azevedo escreveu: “Amigo querido, parceiro de tantas histórias, sua obra é um marco na música e seguirá eterna, assim como sua lembrança em nossos corações. Um abraço imenso em seus filhos e em todos que conviviam com a sua alegria. Siga em paz”.

Em áudio compartilhado através do WhatsApp, Paulinho Boca de Cantor, companheiro de Moraes nos Novos Baianos, falou da relação de amizade entre eles. “Nos últimos tempos, Moraes era o meu grande amigo. A gente se falava todos os dias. Mas as nossas ligações, geralmente, eram ou para falar de trabalho ou para dar risada da nossa vida e da nossa história. O importante é falar só desse amor, que começou há 50 anos, quando eu o encontrei pela primeira vez e pensamos que juntos poderíamos fazer alguma coisa. Foram chegando outras pessoas, como Pepeu e Baby, e formamos uma família que não tinha laços sanguíneos, mas tinha uma afinidade tremenda. A música que a gente fez juntos continua viva e o Moraes Moreira era o grande timoneiro, com aquele violão que não existia nada igual”, disse.

O músico Luciano Magno, que tem composições em parceria com Moraes Moreira, apontou o amigo como uma de suas maiores referências. “Fizemos muitos shows juntos, parcerias ele, eu e o Spok. Moraes é um dos responsáveis maiores de levar o frevo pernambucano para o Brasil e, dotado de talento único, não tem como substituí-lo" afirmou em entrevista à Folha de Pernambuco.

Veja também

Dublador do 'Salsicha', Mário Monjardim morre aos 86 anos
LUTO

Dublador do 'Salsicha', Mário Monjardim morre aos 86 anos

Arte e acessibilidade: artistas e galerias mostram que arte pode ser barata
Artes Visuais

Arte e acessibilidade: artistas e galerias mostram que arte pode ser barata