Cultura+

“Até o Último Homem” conta história real da Segunda Guerra

Filme também disputa o Oscar de melhor montagem, melhor edição e melhor mixagem de som

Andrew Garfield interpreta o jovem Desmont T. Doss no filme dirigido por Mel GibsonAndrew Garfield interpreta o jovem Desmont T. Doss no filme dirigido por Mel Gibson - Foto: Diamond films/Divulgação

 

Indicado ao Oscar de 2017 em seis categorias, entre elas a de melhor filme e a de melhor diretor, “Até o Último Homem” já está em cartaz. Dirigido por Mel Gibson, o longa conta a história real de Desmont T. Doss, um jovem que, apesar de ser contra qualquer tipo de violência, decide se alistar no Exército dos Estados Unidos, durante a Segunda Guerra Mundial.

Interpretado por Andrew Garfield (de “A Rede Social”, 2010), que concorre ao Oscar de melhor ator, Doss cresce em uma pacata cidade do interior norte-americano e tem uma relação conturbada com o pai, Tom Doss (Hugo Weaving), que é alcoólatra. Quando seu irmão, Hal (Nathaniel Buzolic), alista-se no Exército, Desmont entende que também deve defender sua nação e vai à guerra, contra a vontade do pai e da namorada, Dorothy (Teresa Palmer).

Já no Exército, ele passa a ser hostilizado pelos colegas por se recusar a pegar em armas. Fiel aos seus princípios, Doss repete que se alistou como médico para salvar vidas e não para matar. Considerado covarde, ele sofre todo tipo de humilhação. Porém, durante a Batalha de Okinawa, no Japão, o jovem se mostra um bravo soldado ao arriscar a própria vida para salvar 75 colegas.

 

Veja também

Adelmo Arcoverde compila método de ensino da viola nordestina em livro
Música

Adelmo Arcoverde compila método de ensino da viola nordestina em livro

Orquestra Petrobras Sinfônica apresenta Guns N' Roses e Mundo Bita Sinfônico 
Turnê 2022

Orquestra Petrobras apresenta Guns N' Roses e Mundo Bita