Ator Dustin Hoffman é acusado de assédio

De acordo com o site "The Hollywood Reporter", o episódio teria acontecido em 1985 com escritora Anna Graham Hunter quando ela tinha 17 anos

Dustin HoffmanDustin Hoffman - Foto: Divulgação

A escritora Anna Graham Hunter afirmou nesta quarta-feira (1º) que o ator Dustin Hoffman, 85, a apalpou e a assediou moralmente durante a filmagem do longa "A Morte de um Caixeiro Viajante", em 1985. A informação é do site "The Hollywood Reporter".

"Ele era um predador e eu, uma criança", afirma Huntes. Na época, aos 17 anos, ela era estagiária e escrevia diariamente sobre a sua experiência no set de filmagem. De acordo com a publicação, Hoffman costumava pedir por massagens no pé e fazer perguntas sobre as relações sexuais da adolescente.

Procurado pela reportagem, o ator pediu desculpas. "Tenho o máximo respeito pelas mulheres e me sinto terrível por qualquer coisa que eu possa ter feito a tenha colocado em uma situação desconfortável. Sinto muito. Isso não reflete quem eu sou." Esse é mais um entre casos de assédio em Hollywood que surgiram nos últimos dias.

Também nesta quarta (1º), a atriz Natasha Henstridge afirmou ter sido forçada a fazer sexo oral em Brett Ratner, diretor de "A Hora do Rush" e de "X-Men: O Confronto Final", nos anos 1990.

Leia também:
Produtor Harvey Weinstein é acusado de assédio sexual
Ator mexicano faz novas acusações contra Kevin Spacey
Kevin Spacey revela que é gay e se desculpa por assédio

Além dela, outras atrizes e modelos, como Olivia Munn e Jaime Ray Newman, também relatam casos semelhantes envolvendo o diretor. Ratner, 48, nega as acusações.

Denúncias
Acusado de assédio sexual por Anthony Rapp, Kevin Spacey foi denunciado por mais um homem, o ator mexicano Roberto Cavazos, 35. Em rede social, ele disse que "muitas outras" acusações contra Stacey devem vir à tona.

A polêmica fez a Netflix suspender "House Of Cards", série protagonizada por Spacey. A decisão foi para "reavaliar a situação e sanar qualquer preocupação de nosso elenco e equipe", diz a empresa.

As denúncias contra diretores e atores de Hollywood começaram quando o produtor de cinema Harvey Weinstein foi acusado de assédio e de estupro por mais 60 mulheres, incluindo as atrizes Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie e Mira Sorvino. Ele foi demitido da empresa que fundou e também acabou expulso da Academia do Oscar e do Sindicato de Produtores de Hollywood.

 

Veja também

Xuxa diz que Fiuk 'vai pegar mais de uma' no Big Brother
Famosos

Xuxa diz que Fiuk 'vai pegar mais de uma' no Big Brother

'Os últimos dias de Gilda' é selecionada para o Festival de Berlim
Série brasileira

'Os últimos dias de Gilda' vai para o Festival de Berlim