Atrás dos lucros de comédia cult

Dublador do desenho animado “Os Simpsons”, Harry Shearer processa gigante de comunicação Vivendi

A Vida invisívelA Vida invisível - Foto: Reprodução/ Adorocinema

 

O dublador da série de desenhos animados “Os Simpsons”, Har­ry Shearer, está processando o gigante dos meios de comunicação Vivendi no valor de US$ 125 milhões (cerca de R$ 397,5 milhões) por lucros não reconhecidos da comédia cult norte-americana “Isto É Spinal Tap”, informa­ram seus advogados nesta terça-feira. Shearer - que dá voz a vários personagens, incluindo o malvado empregador Sr. Burns no desenho animado - foi em 1984 um dos criadores do filme, inspirado em uma banda de rock britânica fictícia de mesmo nome.

A Vivendi adquiriu os direitos desta produção em 1989. “Apesar do amplo êxito do filme e sua música, fomos vítimas do mesmo tipo de esquema de contabilidade falsa e confusa da indústria do entretenimento que afetou muitos outros criadores”, disse Shearer em um comunicado divulgado por seus advogados. “Nesta instância, a fraude e a negligência foram muito grandes para serem ignoradas”, acrescentou.

A queixa, apresentada em Los Angeles, acusa a Vivendi de incorrer em “práticas anticompetitivas e negócios injustos, assim como de contabilidade fraudulenta”, de acordo com o comunicado. A denúncia ale­ga que a música e os produtos de marketing geraram dezenas de milhões de dólares, mas os criadores receberam apenas 81 milhões por lucros de comercialização entre 1984 e 2006. De acordo com o processo, a Vivendi reportou apenas 98 milhões de dólares pelas receitas da música entre 1989 e 2006.

 

Veja também

Juvenil Silva lança clipe de “Regalia”
Música

Juvenil Silva lança clipe de “Regalia”

Seu Jorge e Céu em lives do Teatro Bradesco no mês de novembro
Música

Seu Jorge e Céu em lives do Teatro Bradesco no mês de novembro