Cinema

'Auto da Boa Mentira' leva histórias de Ariano Suassuna ao cinema

A Folha de Pernambuco teve acesso à produção inédita; longe do cenário nordestino, a obra tem os pernambucanos João Falcão no roteiro e Jesuíta Barbosa e Renato Góes na atuação

Foto: Helena Barreto

Paraibano de nascença, mas pernambucano de criação, o escritor e dramaturgo Ariano Suassuna (1927-2014) tem inspirado e deixado um legado de suas obras mesmo após sua morte.

Entretanto, Ariano também era bom de papo e suas aulas-espetáculos se transformaram no filme “O Auto da Boa Mentira”, que ainda não tem previsão de estreia em Pernambuco, mas que toma as salas de cinema nacional a partir de hoje.

 

A Folha de Pernambuco teve acesso à produção inédita. Longe do cenário nordestino, a nova obra possui pernambucanos na composição: João Falcão no roteiro; Jesuíta Barbosa e Renato Góes na atuação. O longa-metragem traz, ainda, Leandro Hassum, Cássia Kis e Nanda Costa nos papéis centrais, acompanhados de Johnny Massaro, Letícia Novaes (Letrux) e Luís Miranda no elenco. 
 

Cartaz do "Auto da Boa Mentira"

O espectador é levado primeiro ao arco narrativo do subgerente de RH Helder, interpretado por Leandro Hassum), que é confundido com um comediante de sucesso. Ele gosta do mal-entendido, mas passa a mudar a partir de um encontro com Caetana, personagem de Nanda Costa.

Em um jogo rápido, o filme já mostra Fabiano, em que o pernambucano Renato Góes dá vida, um jovem que tenta descobrir um mistério que envolve sua mãe, a atriz Cássia Kis, com a ajuda do palhaço Romeu, por Jackson Antunes.

As outras duas partes focam em um gringo que finge ser carioca (Chris Mason, de ‘Pretty Little Liars’), onde inventa uma mentira que chega no chefe do tráfico, interpretado por Jesuíta Barbosa. A outra é inspirada numa frase de Suassuna sobre o preconceito sofrido por quem nunca foi à Disney e inspirou o conto sobre uma estagiária em uma empresa de publicidade. 

Renato Góes explica que o “Auto da Compadecida”, a obra mais icônica de Ariano Suassuna, o fez ingressar na carreira de ator. “As frases que eu mais repeti na vida foram as frases do “Auto da Compadecida”. Fico muito feliz de fazer parte desse projeto, a construção do personagem foi muito feita na ingenuidade nos personagens de Ariano. Outra coisa muito legal também foi trabalhar com o texto do João Falcão”, contou.

Assista ao trailler oficial do Auto da Boa Mentira:

 

Veja também

Mirela e Yugnir são eliminados do Power Couple com 26,21% dos votos
Power Couple

Mirela e Yugnir são eliminados do Power Couple com 26,21% dos votos

Joaquim Lopes prepara livro e diz que é 'avassalador' ser pai de gêmeas
Famosos

Joaquim Lopes prepara livro e diz que é 'avassalador' ser pai de gêmeas