A-A+

Arte

Autorretrato de Frida Kahlo pode bater recorde em leilão

Obra também deve quebrar o recorde de uma pintura de um artista latino-americano

Autorretrato de Frida Kahlo intitulado 'Diego y yo'Autorretrato de Frida Kahlo intitulado 'Diego y yo' - Foto: Handout / Sotheby's / AFP

Um autorretrato da artista mexicana Frida Kahlo com seu marido Diego Rivera pode ser vendido por cerca de US $ 30 milhões em um leilão em Nova York, anunciou a Sotheby's nesta quarta-feira (22).

"Diego y yo", pintado em 1949, "está prestes a bater" o recorde atual de leilões de Kahlo de US $ 8 milhões, estabelecido em 2016, disse a casa de leilões em um comunicado.

A obra, que será a estrela do grande leilão da Sotheby's em novembro, também deve quebrar o recorde de uma pintura de um artista latino-americano. 

"Los Rivales", uma obra de 1932 do muralista mexicano Rivera, com quem Kahlo teve uma apaixonada e tumultuada história de amor, é atualmente a mais valiosa. A Christie's a vendeu por 9,8 milhões de dólares em maio de 2018.

"Diego y yo" é um dos autorretratos mais emblemáticos da pintora mexicana, que se tornou ícone feminista.

Na pintura, o rosto de Rivera aparece na testa de Frida, acima de suas sobrancelhas características e de seus olhos escuros, dos quais caem algumas lágrimas. 

A representação de Rivera - na época próximo da atriz mexicana María Félix - como um terceiro olho simboliza o quanto atormentava seus pensamentos, dizem os especialistas em arte. 

Kahlo e Rivera se casaram duas vezes. Ela morreu aos 47 anos em 1954.

"Diego y yo" foi vendido pela última vez na Sotheby's por US $ 1,4 milhão em 1990. 

Veja também

Noite de humor com Rafael Tibério e Ítalo Lima no próximo dia 21

Noite de humor com Rafael Tibério e Ítalo Lima no próximo dia 21

Alinne Moraes diz que personagem vai quase enlouquecer

Alinne Moraes diz que personagem vai quase enlouquecer