Bairro do Recife recebe shows abertos ao público em comemoração aos 40 anos da Melissa

Marco Pernambucano da Moda recebeu a celebração, que contou com apresentações de Sofia Freire, banda Bule, Katarina Nápoles, Larissa Lisboa e o grupo Maracatu Baque Mulher, além da Odara Ôdesce e os DJs Iury Andrew, Milena Cinismo, Claudia Aires, Revérse

Banda Bule fez show com várias participaçõesBanda Bule fez show com várias participações - Foto: Samia Emerenciano/Divulgação

Considerado um dos centros de incentivo à economia criativa nacional, Recife recebeu, neste domingo (29), uma festa comemorativa aos 40 anos da Melissa. A marca de calçados escolheu a capital pernambucana como uma das quatro cidades para o circuito de comemorações. O evento aconteceu no Marco Pernambucano da Moda, no Bairro do Recife, das 12h às 22h, com programação de shows, intervenções artísticas, feiras e exposição de elementos da cena criativa local.

Aberta ao público e gratuita, a festa contou, ainda, com espaços montados na rua da Moeda e no próprio Marco da Moda. Pelo palco, passaram vários artistas pernambucanos: Sofia Freire, banda Bule, Katarina Nápoles, Larissa Lisboa e o grupo Maracatu Baque Mulher. Além disso, a festa Odara Ôdesce e os DJs Iury Andrew, Milena Cinismo, Claudia Aires, Revérse e o VJ Mozart.

Leia também 
Melissa celebra 40 anos com festa no Recife neste domingo 

De acordo com a marca, o objetivo do evento era se aproximar com a cidade. Para isso, houve a assinatura local de Ana Garcia, diretora do Coquetel Molotov, e do styling Nestor Mádenes. “A ideia que a Melissa teve foi a de reunir todos os coletivos que estão fazendo algo incrível na cidade. Então temos a presença da música eletrônica, dos festivais, da feira e das festas que fazem parte da cidade. E o Coquetel entrou para mostrar o que há de mais novo na música pernambucana”, conta a diretora do Coquetel Molotov, Ana Garcia.

Segundo a analista de marca e comunicação da Melissa, Deisi Meneguzzi, a capital pernambucana foi escolhida no circuito pela aproximação com a marca e pelo apelo cultural. “Do Nordeste, a capital escolhida foi o Recife a gente ficou muito satisfeito com o resultado. Como o tema desta festa é o futuro extraordinário e uma das questões é a sustentabilidade, decidimos trabalhar esse pilar aqui na cidade, que tem super a ver com essa pegada”, enfatizou Deisi.

Para a cantora Katarina Nápoles, vocalista da Banda Guma, o evento traz múltiplos significados para o público e para artistas independentes. “Primeiro [lugar], é o incentivo a artistas independentes para trabalharem. Segundo é escolher mulheres para participar e estar presentes com suas músicas autorais. E em terceiro é fazer um evento aberto ao público, principalmente, aqui no Recife Antigo”, diz a artista. As comemorações da Melissa passaram por outras três cidades: São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Veja também

Morre o cantor e compositor Cassiano, de 'Primavera'
Luto

Morre o cantor e compositor Cassiano, de 'Primavera'

Inhotim volta a reabrir após dois meses sem público por causa do coronavírus
Museu

Inhotim volta a reabrir após dois meses sem público por causa do coronavírus