Bolsonaro indica pastor e produtora de festival cristão para dirigir Ancine

As indicações foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) nesta sexta-feira (21)

Presidente Jair BolsonaroPresidente Jair Bolsonaro - Foto: Flickr/Palacio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) indicou ao Senado os nomes de Edilásio Santana Barra Júnior, o pastor Tutuca, e de Veronica Brendler, diretora do Festival Internacional de Cinema Cristão, para a direção da Ancine (Agência Nacional do Cinema).

As indicações foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) nesta sexta-feira (21). Os nomes precisam ser aprovados pelo Senado.

Apresentador, ator, jornalista e também bispo, Edilásio Barra assumiu no ano passado a Superintendência de Desenvolvimento Econômico da Ancine, responsável pela gestão do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Leia também:
Proibido na Ancine, 'A Vida Invisível' é exibido ao ar livre
Funcionários questionam ações da Ancine em documento
'Ancine está destruída', diz Wagner Moura ao exibir 'Marighella' em Nova York 

O Fundo Setorial é o principal mecanismo de fomento direto à indústria do cinema e do audiovisual no país. Tutuca já havia sido indicado, no primeiro semestre de 2019, a um cargo na pasta da Cidadania.

À frente da pasta naquele momento, Osmar Terra queria colocá-lo na direção da Secretaria de Audiovisual, vinculada à Secretaria Especial de Cultura, mas houve resistência mesmo entre bolsonaristas. Terra, então, recuou, mas, em julho, acabou dando a Tutuca o cargo de diretor do Departamento de Políticas Audiovisuais.

Tutuca teve sua carreira marcada por trabalhos na televisão, primeiramente como ator, depois como apresentador. Comandou o Programa VIP, na RedeTV!, cujo foco eram os temas de coluna social. Também trabalhou na CNT, entrevistando artistas, socialites e empresários -e por esses trabalhos já foi chamado de "Amaury Jr. carioca".

Formado jornalista em 1984 e pós-graduado pela Universidade Candido Mendes, do Rio, atuou ainda como diretor do programa Rio de Prêmios, exibido pela Record, e do esportivo Copa Super 7, também na RedeTV!.

Foi um dos fundadores, em 2011, da Igreja Continental do Amor de Jesus, que tem sede no Rio de Janeiro, da qual é pastor. Também se candidatou a vereador pelo PSD na capital fluminense em 2012.

Veronica Brendler apresenta-se nas redes sociais como produtora cultural, cineasta, assessora de imprensa e diretora do Festival Internacional de Cinema Cristão. Em seu currículo, apresenta-se como produtora cultural "com mais de 80 projetos aprovados na Lei Rouanet", iniciativa de fomento à cultura que sempre foi alvo de críticas de Bolsonaro. Ela também cita elaboração de projetos culturais, ambientais, esportivos e cinematográficos.

Diz ser palestrante sobre Lei Rouanet e elaboração de projetos, roteirista, diretora de produção do filme "O Reencontro do Amor", além de ter realizado a 1ª Mostra de Cinema Cristão, 30 encontros de cineastas cristãos e de dirigir a Escola de Cinema Cristão.

Veja também

Cinco filmes mais aguardados em 2021
Cinema

Cinco filmes mais aguardados em 2021

Carlinhos Maia será notificado para explicar convite para 'furar fila' da vacina
Covid-19

Carlinhos Maia será notificado para explicar convite para 'furar fila' da vacina