ARTE E CIDADANIA

Brincadeiras chegam ao palco

O espetáculo é uma remontagem da peça apresentada em 2002.

Campus Igarassu do IFPECampus Igarassu do IFPE - Foto: Divulgação / IFPE

 

Quando pensamos em brincadeiras pensamos logo em criança e virse-versa. Tomando como base esse universo, o Teatro Marco Camarotti, no Sesc Santo Amaro, recebe neste fim de semana o espetáculo infantil “Na mancha ninguém me pega”, dirigido por Maria Paula Costa Rêgo, do Grupo Grial de Dança, em parceria com a Associação Em Cena Arte e Cidadania. As apresentações ocorrem no sábado, às 16h, e no domingo, às 10h e 16h, com tradução em libras. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). O encerramento será no dia 4 de dezembro, às 10h e 16h. 

O espetáculo é uma remontagem da peça apresentada em 2002. No palco, são 19 bailarinas crianças e adolescentes que fazem parte da Associação Em Cena Arte e Cidadania, no bairro dos Coelhos. “O roteiro é o mesmo da montagem original, mas tem umas pequenas células novas. Como o elenco é outro, o que muda é o corpo, e como muda os corpos precisávamos de outras coreografias. Saiu da peça também algumas brincadeiras que não existem mais como a ‘língua do P’, mas colocamos outras”, esclaresce a diretora.

Na apresentação, brincadeiras de rua se desenvolvem através de movimentos da dança. “A técnica usada é algo que parte de uma pesquisa pessoal minha que levei para meu grupo, de achar a naturalidade dessas expressões. Por isso fui atrás do que as crianças vivenciam ou vivenciaram em suas casas e nas ruas”, explica. 

A preocupação em incentivar a brincadeira para as crianças, através do teatro ou não, é motivada por ser algo que vai além da infância. “Acho que um corpo que brinca quando criança vira um outro adulto, um adulto mais apto para resolver problemas do cotidiano.

 Se torna um corpo esperto, de vivência do grande, do pequeno, do cair do levantar. ser uma criança que brinca propõe a ela experiências que podem reverberar pelo resto da vida. Por isso que brincar é essencial para toda criança”, comenta Maria Paula.

 

Veja também

Netos de Luiz Gonzaga repudiam o uso da canção do avô em live de Bolsonaro
Repúdio

Netos de Luiz Gonzaga repudiam o uso da canção do avô em live de Bolsonaro

Selton Mello diz que 'Nos Tempos do Imperador' vai iluminar os pensamentos sobre o Brasil
Cultura

Selton Mello diz que 'Nos Tempos do Imperador' vai iluminar os pensamentos sobre o Brasil