A-A+

Brincantes mulheres do ''Flor de Manjerona' abrem encontro de Cavalo Marinho

Festa abre o ciclo dos festejos natalinos da Casa da Rabeca, em Olinda

'Flor de Manjerona' é formado apenas por brincantes mulheres'Flor de Manjerona' é formado apenas por brincantes mulheres - Foto: Carlos Rafael

Mulheres brincantes como protagonistas da cultura popular de Pernambuco. Essa é a ideia da família Salustiano com a criação do primeiro grupo de Cavalo Marinho formado apenas por elas, o 'Flor de Manjerona'. Nesta quarta-feira (25), na Casa da Rabeca, em Olinda, a apresentação abre a 25ª edição do Encontro de Cavalo Marinho que também vai reunir outros conjuntos pernambucanos, a partir das 18h. O acesso é gratuito.

O Flor de Manjerona, fundado em julho de 2019 pelas irmãs Moca Salu (Imaculada Salustiano), Mariana Salustiano, Betânia Salustiano e Bia Salu (as Salustianas), reúne mulheres e crianças que se utilizam de poesia, música e movimento para dar vida à tradição do Cavalo Marinho formado por mulheres. "Começamos substituindo os brincantes faltosos e passamos a ocupar cada vez mais os espaços", lembra Imaculada. 

Leia também:
Reinventado, Baile do Menino Deus estreia nesta segunda
Confira dez dicas para não sair no prejuízo com a Ceia Natalina

25º Encontro de Cavalo Marinho
Os grupos Boi Matuto e Boi da Luz, ambos de Olinda, além do Estrela de Ouro, Estrela Brilhante e Boi Pintado, de Condado, integram a programação do 25º Encontro de Cavalo Marinho, evento que está inserido no calendário de festejos capitaneados pelos filhos e netos de Mestre Salu (falecido em 2008) e este ano conta com o apoio da Fundarpe, Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco e da Prefeitura de Olinda.

A festa, realizada desde 1995 por iniciativa do Mestre Salustiano, marca o ciclo de comemorações natalinas da Casa da Rabeca. O ciclo encerra com a festa do Dia de Reis, em 6 de janeiro, também a partir das 18h, embalado por ritmo, cores e personagens do reisado.

Serviço
25º Encontro de Cavalo Marinho

Quarta-feira (25), a partir das 18h, na Casa da Rabeca (Rua Curupira, 340, Tabajara – Olinda)
Acesso gratuito
Informações: 3371-8197

Veja também

Paulo Bruscky completa 50 anos de exposição censurada e dispara: 'Nunca tive medo'
Arte

Paulo Bruscky completa 50 anos de exposição censurada e dispara: 'Nunca tive medo'

'Duna' documenta o perigo real de líderes messiânicos, diz diretor Denis Villeneuve
Cinema

'Duna' documenta o perigo real de líderes messiânicos, diz diretor Denis Villeneuve