Audiovisual

Cabíria Festival tem edição online em 2020

Festival exibe 35 filmes e 22 microfilmes, promove debates, oficinas e painéis de 18 a 29 de novembro

Documentário "Transamazônica" de Débora McdowellDocumentário "Transamazônica" de Débora Mcdowell - Foto: Divulgação

Dedicado à produção realizada por mulheres e pessoas de identidades de gênero diversas para promover maior representatividade e diversidade nas telas e atrás das câmeras, o Cabíria Festival – Mulheres e Audiovisual chega a sua 2ª edição, nos próximos dias 18 a 29 de novembro, o formato será online e totalmente gratuito, com uma programação composta de 35 filmes e 22 microfilmes em exibição, além de debates, oficinas, masterclasses e painéis.

Para participar, basta acessar a programação por meio de cadastro simples nas plataformas Videocamp, para títulos de longas e médias-metragens e Cardume, para os curtas, que terão sessões online seguidas de debate. Painéis, mesas e masterclasses terão lives no  Youtube do festival. Para conferir toda a programação é só clicar no site: www.cabiria.com.br

Originalmente, realizado no Rio de Janeiro, o evento adota o formato virtual em consonância com as medidas de restrição sanitária da covid-19. O festival promove um encontro entre audiência, cadeia produtiva e cineastas do Brasil e dos países convidados – Alemanha, Argentina, Canadá, Costa Rica e França – em busca de reflexões, ampliação de redes e impulsionamento de talentos.

O festival nasceu como uma expansão do Cabíria Prêmio de Roteiro, que desde 2015 premia histórias escritas e protagonizadas por mulheres. Para esta edição, foram mais de 250 inscrições nas categorias de longa de ficção, argumento infantojuvenil de longa ficção, piloto de série de ficção e documental. As premiadas participarão do Cabíria LAB, entre de 30 de novembro a 5 de dezembro, um ambiente de estímulo ao desenvolvimento das histórias através de consultorias.

Segundo Marília Nogueira, da Ipê Rosa Produções, o evento enaltece e reforça a importância da igualdade de gênero não apenas nos espaços de trabalho, como também a do protagonismo em suas próprias histórias. “No contexto do audiovisual, a iniciativa soma à luta para que mulheres tenham vez e voz ao contar suas vivências, seja escrevendo roteiros, dirigindo projetos ou atuando em personagens de destaque”, disse. Vânia Matos, da Laranjeira Filmes, segue a mesma opinião. “Já fora das telas, o Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual promove o reflexo desse empoderamento na vida pessoal de cada mulher, incentivando e respeitando seu direito de escolha, suas experiências e demandas”, reforçou. 

 

Veja também

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'
Streaming

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19
Coronavírus

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19