A-A+

Camburão da Alegria estica o Carnaval em Olinda

Seis trios elétricos arrastam os foliões na despedida da folia

Desfile do Camburão da Alegria em OlindaDesfile do Camburão da Alegria em Olinda - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Fazendo a despedida do Carnaval de Olinda em 2020, o bloco Camburão da Alegria, que há 28 anos desfila no primeiro fim de semana depois da Festa de Momo, encheu de gente a praça 12 de Março, no Bairro Novo, neste domingo (1°). Ao todo, seis trios elétricos arrastam os foliões pela avenida Getúlio Vargas até o prédio da Caixa Econômica.

"Esperamos um grande público, um pessoal animado", comentou o presidente do bloco, Jair Ferreira. Este ano, tendo como tema "Não ao Feminicídio: Quem ama, cuida - Mulher não é objeto de ninguém", a agremiação traz nove homenageados, sendo oito mulheres: a vice-governadora do Estado, Luciana Santos; a deputada estadual Gleide Angelo; a secretária da Mulher de Pernambuco, Silvia Cordeiro; e as jornalistas Bianka Carvalho, Meiry Lanunce, Eliana Victório, Isa Maria e Priscila Assis. O outro nome agraciado é o coronel José Lopes de Souza.

Leia também:
Mais de 120 t de material reciclável foram recolhidas durante o Carnaval de Olinda
Camburão da Alegria traz 'passinho' para desfile e agrada foliões


A deputada Gleide Angelo se disse "muito feliz" com o tema. "Isso mostra que toda a sociedade está atenta e não tolera a violência contra a mulher. Quando ela sabe os direitos que tem, vai buscar", afirmou. Vestido do super-herói Thor, o operador de guindaste Edson da Silva, de 36 anos, acompanha o bloco há 25. "É tudo tranquilo, só família, paz e amor", descreveu. Fantasiada de policial, a mulher dele, a doméstica Nilda da Silva, 37, diz que veio homenagear os agentes de segurança. "Pela proteção que eles fazem da gente", declarou.

Veja também

Dia da Música Popular Brasileira: "Aquarela do Brasil" volta ao topo das mais gravadas
MPB

Dia da Música Popular Brasileira: "Aquarela do Brasil" volta ao topo das mais gravadas

Sorriso Maroto não descarta aderir ao piseiro após 'pagotrap'
Pagode

Sorriso Maroto não descarta aderir ao piseiro após 'pagotrap'