Camila Pitanga pensou se tratar de gravidez psicológica ao esperar primeira filha

Ideia de estar esperando um bebê veio nas gravações de "Paraíso Tropical"

Secretaria de Administração do PaulistaSecretaria de Administração do Paulista - Foto: Assesoria de comunicação do Paulista

Mãe de Antonia, 8, a atriz Camila Pitanga contou que achava se tratar de uma gravidez psicológica enquanto estava esperando a filha, em 2008.

Em uma série de tuítes, Camila disse que na novela "Paraíso Tropical" (Globo), Bebel, a personagem que ela interpretava, precisava sofrer uma queda para perder o bebê. Sem saber que estava realmente grávida, a atriz não ficou à vontade para gravar a cena. Daí, passou a achar mesmo que estivesse esperando um bebê.

"Durante as gravações de 'Paraíso Tropical', a Bebel estaria grávida e precisaria sofrer uma queda para que ela perdesse o bebê", disse a atriz no Twitter. "E pela primeira vez na vida, a ideia de sofrer uma queda me apavorava. Tanto que achei estar vivendo uma gravidez psicológica."

Para sanar as dúvidas, ela tentou fazer um exame na farmácia, mas que não deu resultado. Só descobriu mesmo que estava esperando sua filha quando foi ao médico.
"Cheguei a fazer exame de farmácia, e deu negativo. Mas a gravidez psicológica não passou, nem quando a Bebel perdeu o bebê na trama. Decidi ir a um médico e descobri a maior felicidade da minha vida: estava grávida da minha Antonia", completou.
Antonia é filha da atriz com o diretor Cláudio Amaral Peixoto, com quem foi casada de 2001 a 2011.

Veja também

Mauricio de Sousa celebra 60 anos de Cebolinha: 'Orgulhoso pelo filho que eu criei'
Quadrinhos

Mauricio de Sousa celebra 60 anos de Cebolinha: 'Orgulhoso pelo filho que eu criei'

Artes visuais: como curadores e galeristas escolhem novos talentos no Recife
Artes Visuais

Artes visuais: como curadores e galeristas escolhem novos talentos no Recife