Cantora Miúcha é enterrada sob aplausos de amigos no RJ

Aos 81 anos, após anos de tratamento de um câncer, ela sofreu uma parada respiratória

O corpo da cantora será sepultado nesta sexta (28)O corpo da cantora será sepultado nesta sexta (28) - Foto: Divulgação/TV Brasil

O corpo da cantora e compositora Miúcha foi enterrado sob aplausos de amigos e familiares, na tarde desta sexta-feira (28), no cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro. O velório, fechado para a imprensa, teve início às 12h, em uma capela ao lado do cemitério.

No caminho para o sepultamento, a filha de Miúcha, Bebel Gilberto (fruto de seu relacionamento com o compositor João Gilberto), segurou a alça do caixão enquanto cantarolava músicas de que a mãe gostava. Também estiveram presentes na cerimônia os irmãos Chico Buarque, Ana de Hollanda e Cristina de Hollanda, a ex-cunhada Marieta Severo e a sobrinha Silvia Buarque. A cantora e compositora morreu nesta quinta-feira (27), no Rio. Aos 81 anos, após anos de tratamento de um câncer, ela sofreu uma parada respiratória.

Leia também:
Morre a cantora Miúcha aos 81 anos
Miúcha será enterrada no Rio de Janeiro


Muito emocionada, Bebel Gilberto disse a jornalistas que a mãe a ensinou a aproveitar a vida, viajar e sorrir sempre. "Só amor, puro amor, uma grande mãe. Eu vou morrer de saudade, mas é isso aí, a gente vai levando", disse.

A ex-ministra Ana de Hollanda também falou sobre a positividade da irmã. "Miúcha é fascinante, ela não permitia tristeza. Sempre tinha um objetivo, uma coisa boa para fazer. Tinha sempre um projeto para amanhã, depois, ela não se deixava abater", disse. Ela acrescentou que, há cerca de dois meses, ao melhorar ligeiramente após sessões de quimioterapia, Miúcha decidiu que iria fazer quatro shows em São Paulo, mesmo que ainda sentisse dificuldades respiratórias.

"Deixa uma esperança de que a gente pode transformar a vida numa coisa muito melhor. Não aceitava notícias ruins. Para mim é um modelo. Pode ser um modelo até na época que estamos vivendo, de muito baixo-astral", afirmou. A irmã também relatou que o músico João Gilberto, ex-marido de Miúcha, despediu-se da cantora nesta quinta (27).
"João Gilberto, que não sai de casa, foi lá ontem ver ela, para cantar para ela. As pessoas amavam ela."

O amigo e ator Tonico Pereira disse a jornalistas que sentirá falta do acolhimento e da alegria de Miúcha. "Ela incluía as pessoas. Eu era muito xucro, e ela me incluía. Ela era muito legal, muito democrática nas relações", afirmou o intérprete.

Filha do historiador Sérgio Buarque de Holanda e da pintora e pianista Maria Amélia Cesário Alvim, a artista lançou 14 álbuns em mais de 40 anos de carreira. Quase sempre dedicou-se ao cancioneiro dos maiores compositores da bossanova: Tom Jobim, João Gilberto e Vinicius de Moraes.

Miúcha, nascida Heloisa Maria Buarque de Hollanda, ficou conhecida por ter interpretado a personagem Galinha no disco "Os Saltimbancos", com composições
adaptadas pelo irmão Chico Buarque, e se tornou famosa por suas interpretações de canções como "Pela Luz dos Olhos Teus", "Maninha" e "Minha Namorada".

Um de seus álbuns mais marcantes foi "Miúcha & Tom Jobim", lançado em 1979. Ao longo de sua carreira, a artista ainda compôs cerca de dez canções, incluindo "Triste Alegria" e "Solidão". Nos últimos anos, a cantora fez quimioterapia para tratar um câncer no pulmão, do qual sinalizou ter se recuperado há seis meses. Há dois meses, contudo, a doença voltou, e a cantora teria escolhido interromper os tratamentos em hospitais.

Veja também

Tiago Leifert fala de carinho e respeito por Faustão na abertura da Super Dança
Televisão

Tiago Leifert fala de carinho e respeito por Faustão na abertura da Super Dança

Documentário brasileiro 'A Última Floresta' é premiado no Festival de Berlim
Cinema

'A Última Floresta' é premiado no Festival de Berlim