Cartas de Osman Lins e Hermilo Borba Filho são reunidas em livro

Editado pela Cepe, 'Osman e Hermilo - Correspondência' será lançado hoje, no Museu do Estado, junto com as reedições de dois livros dos escritores

Osman Lins, Leda Alves e Hermilo Borba Filho Osman Lins, Leda Alves e Hermilo Borba Filho  - Foto: Divulgação

O fato de terem nascido na Zona da Mata Sul de Pernambuco, assim como o envolvimento com a arte da escrita no teatro e na literatura, eram alguns pontos em comum que aproximaram Osman Lins e Hermilo Borba Filho. A amizade de 17 anos foi registrada ao longo de 199 cartas trocadas entre os escritores de 1965 a 1976, recentemente reunidas no livro "Osman e Hermilo - Correspondência".

O lançamento ocorre hoje, às 19h, no Museu do Estado, pelas mãos da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). Na mesma noite, a editora apresenta aos leitores as reedições de "Agá", último romance publicado em vida por Hermilo, e "Os casos especiais", de Osman.

A dupla se conheceu em 1959. Na época, Osman era aluno de Hermilo. As correspondências, no entanto, só começaram em 1965, quando Osman já morava em São Paulo. Coube ao professor Anco Márcio Tenório, do departamento de Letras da Universidade Federal de Pernambuco, comandar o trabalho de catalogação e digitalização das epístolas, encontradas nos arquivos da Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, e do Instituto de Estudos Brasileiros, em São Paulo. Comentados em notas de rodapé, os textos revelam discordâncias e afinidades entre os autores, além de revelar as dificuldades enfrentadas em plena ditadura militar.

Leia também:
Estudante escreve livro infantil sobre acessibilidade e inclusão
Livro sobre os 25 anos de 'Da lama ao caos' será lançado no Recife


Após 45 anos do seu lançamento, "Agá" chega ao público em nova edição, intitulada de "Versão Vermelha", com capítulo inédito e ensaio crítico de Luiz Roberto Leite Faria. Considerado um dos textos mais experimentais de Hermilo, a obra traça reflexões sobre a condição humana diante da opressão de estados totalitários. Pioneiro, o livro inovou ao adequar um texto literário à estética dos quadrinhos. No capítulo "O livro dos mortos", a prosa divide espaço com uma HQ desenhada pelo artista plástico José Cláudio.

Títulos da Cepe de Osman Lins e Hermilo Borba Filho

Títulos da Cepe de Osman Lins e Hermilo Borba Filho - Crédito: Divulgação



Na década de 1970, a Rede Globo exibiu três histórias escritas por Osman Lins. Em 1978, os episódios de "A ilha no espaço", "Quem era Shirley Temple?" e "Marcha fúnebre" foram compilados em livro. Nesta reedição, os roteiros são analisados e comentados pelo jornalista e professor Adriano Portela. Ele estará ao lado de Anco Márcio Tenório e de Wellington de Melo, editor da Cepe, em bate-papo realizado durante o lançamento dos três livros.

Veja também

'Sensação de estreia', diz Ana Maria Braga sobre volta do Mais Você
Televisão

'Sensação de estreia', diz Ana Maria Braga sobre volta do Mais Você

Angélica mediará conflitos e voltará a atuar em novo programa: 'Pertinente para o momento'
televisão

Angélica mediará conflitos e voltará a atuar em novo programa: 'Pertinente para o momento'