Cauã Reymond vai processar fotógrafo que divulgou sua imagem sem roupa

O responsável pelas fotos foi identificado e será autuado por invasão de privacidade

Cauã Reymond, atorCauã Reymond, ator - Foto: Reprodução

Cauã Reymond, 36, decidiu processar o fotógrafo que clicou as fotos em que aparece nu, na sala de seu apartamento no Rio de Janeiro. As imagens foram feitas por drones e divulgadas nesta quarta (17). Nesta semana, Cauã e a modelo Mariana Goldfarb terminaram o relacionamento, que começou em 2016.

Segundo a assessoria do ator, o responsável pelas fotos foi identificado e será autuado por invasão de privacidade, direito fundamental previsto no artigo 5º da Constituição Federal. No dia 11 de janeiro, o ator foi eleito o homem mais sexy de 2017 pelo site "Btchs", em uma pesquisa com mais de 100 mil votos.

Leia também:
Motorista do cantor Cristiano Araújo é condenado por homicídio culposo
Cauã Reymond fica em 1° lugar em lista dos 50 homens mais sexies de 2017
Cauã Reymond diz que foi tranquilo gravar cena de sexo com Matheus Nachtergaele


De acordo com o advogado Cláudio José Dias Batista, especialista em crimes de invasão de privacidade, a foto representa uma invasão da vida privada do ator. "Por mais que seja uma pessoa pública, ele estava no interior do seu apartamento. Nesse caso, há uma expectativa de que a vida privada seja respeitada", explicou.

A advogada Deborah Sacchi, do escritório Dias Batista, explica que a imagem feita por drone dificulta o caso frente às leis brasileiras. "Existe uma corrente doutrinária no direito querendo enquadrar este tipo de violação ao crime de violação de domicílio, mas ainda não é reconhecido no Brasil. Já tem sido aplicado em outros países, inclusive pelo aumento do uso de drones", disse.

Além do processo movido contra o fotógrafo, a assessoria de Reymond informou que "qualquer veículo que as publicarem poderá responder judicialmente por multiplicar o conteúdo". Sobre isso, Dias Batista acrescenta que existe um conflito.

"A liberdade de imprensa, embora também seja um direito fundamental, encontra limites, nesse caso, no direito à privacidade. Um homem nu, no interior de sua casa, mesmo sendo uma celebridade não está ali como tal. Está ali no aconchego do seu lar. Entendemos que vence o direito à privacidade neste caso."

Veja também

Cais do Sertão recebe J.Borges para live na Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco
Equipamento Cultural

Cais do Sertão recebe J.Borges para live na Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco

Clima de harmonia em casa

Clima de harmonia em casa