Ceumar canta em Olinda, com Almério, Juliano Holanda e PC Silva

A cantora mineira Ceumar se apresenta na Casa Balea, neste domingo (16), às 19h. Ela planeja novo disco para 2019 e elogia a cena musical pernambucana

Cantora mineira CeumarCantora mineira Ceumar - Foto: Fernanda Serra Azul/Divulgação

É da essência da instrumentista, cantora e compositora mineira Ceumar cantar a vida. Seja em sua parte mais lúdica e de boas surpresas, seja para apresentá-la em versos (sempre tão bem) musicados, mesmo que sempre “tão saborosos”, como ela mesma ponderou em entrevista à Folha de Pernambuco. Em duas décadas de carreira - desde “Dindinha”, de 1997, até o recente projeto “Viola Perfumosa” - apoderar-se das próprias histórias, somar a outras tantas e transformá-las em melodias, é um dos “luxos” que a discografia e interpretações da artista proporciona à música brasileira.

Não é à toa que neste domingo (16), na Casa Balea, em Olinda, Ceumar vai se juntar a três dos nomes mais autênticos da musicalidade pernambucana atual - Almério, Juliano Holanda e PC Silva - para show inédito, com início a partir das 19h, com ingressos a partir de R$ 20. “Pernambuco é um mundo de possibilidades, uma ‘coisa’ artística e inspirada, genuína. Cada vez que vou ao Estado, descubro mais alguma coisa e não tem fim”, ressalta Ceumar.

A sintonia entre os sotaques mineiro e pernambucano, não é de hoje. Um convite de Juliano Holanda para gravar uma de suas músicas, ainda quando a cantora morava fora do Brasil, foi o pontapé inicial para alinhar ainda mais a sua relação com o Recife. “Ali começamos uma conversa e Juliano, sempre gentil e generoso, me mostrou várias canções. E a música ‘Na Primeira Cadeira’, bateu no coração”, contou Ceumar, que também cita com carinho e admiração, os músicos PC Silva e Almério. Este último abriu seu show em uma de suas vindas para Pernambuco. “Em Caruaru, quando ouvi e vi Almério cantando uma de minhas músicas, fiquei impressionada”, completa.

Leia também:
As facetas de Elza Soares em musical no Teatro Guararapes
Cantor pernambucano Almério conquista o prêmio revelação
Música, contação de história e parque inflável no Natal Cultural da Vila 7

No Brasil desde 2016, Ceumar continuou a enveredar por caminhos só seus na música, ao mesmo tempo em que o coletivo permaneceu pulsante, o que a levou a uma parceria com o violoncelista carioca Lui Coimbra e o violeiro mineiro Paulo Freire, formando o trio que deu vida ao projeto capitaneado pelo Natura Musical, “Viola Perfumosa”, lançado no último mês de junho. O trabalho ‘conta a história’, através dos toques da viola, da cantora Inezita Barroso e do seu universo caipira.


“Sempre gostei muito de fazer projetos diferentes, colaborativos com outros artistas. Isso enriquece minha própria história”, enfatiza mais uma vez a mineira, que reforça a premissa inicial destas linhas, sobre a sua essência de musicalizar a vida e suas narrativas.

Com a promessa de até o final do primeiro semestre do ano que vem lançar um novo álbum - o oitavo de sua carreira - Ceumar não titubeia quando questionada sobre os seus planos e desejos para o futuro, que é o de continuar cantando, "até ficar velhinha". Para multidões, preferencialmente, mas desde que para isso não seja necessário alterar o seu cenário de artista que canta, conta e melodia memórias - suas, de outras pessoas, da vida. “A minha música, a dos meninos (Juliano, PC Silva e Almério), diz coisas muito importantes. Palavras têm poder. Gostaria de cantar para multidões, mas desde que eu não precise mudar em nada o contexto da minha arte”, conclui Ceumar.

Serviço:
Ceumar canta com Juliano Holanda, PC Silva e Almério
Casa Balea, Olinda (rua 13 de Maio, 99, Carmo)
Neste domingo (16), 19h
Ingressos a partir de R$ 20, no site Sympla

Veja também

Tiago Leifert fala de carinho e respeito por Faustão na abertura da Super Dança
Televisão

Tiago Leifert fala de carinho e respeito por Faustão na abertura da Super Dança

Documentário brasileiro 'A Última Floresta' é premiado no Festival de Berlim
Cinema

'A Última Floresta' é premiado no Festival de Berlim