Televisão

'Chaves' deixa o SBT após 36 anos no ar

Fim da exibição é motivado por impasse entre grupos mexicanos detentores dos roteiros e das fitas

"Chaves" marcou gerações no SBT"Chaves" marcou gerações no SBT - Foto: Divulgação

O SBT exibe, nesta sexta-feira (31), os últimos episódios de "Chaves" após mais de 36 anos. A informação foi divulgada pelo site especializado em televisão NaTelinha. 

A saída da série mexicana da programação da emissora é em razão de um impasse provocado pela mudança contratual entre a Televisa, detentora dos diretos do programa, e o Grupo Chespirito, proprietário dos roteiros escritos por Roberto Gómez Bolaños. 

Em nota, o SBT informou que recebeu a informação do fim da exibição de "Chaves" pela Televisa na quarta-feira (29). 

"A Televisa informa que a suspensão é devida a um problema pendente a ser resolvido com o titular dos direitos das histórias. A negativa com o grupo detentor de direitos intelectuais sobre as histórias chegou a apenas poucos dias do fim do contrato", disse a emissora, acrescentando que "lamenta a decisão".

 

"A emissora continua na torcida para um acordo entre as duas empresas mexicanas o mais rápido possível e, se isto acontecer, teremos o prazer de informar aos fãs de Chaves, Chapolin e Chespirito imediatamente", finaliza o SBT.

O impasse entre os grupos mexicanos impediu a renovação do acordo dos direitos de exibição de "Chaves" com várias emissoras ao redor do mundo, como o Multishow que exibia o programa na TV por assinatura no Brasil.

Segundo o NaTelinha, informações de bastidores são de que o filho de Bolaños, Roberto Gómez Fernández, revisou o acordo com a Televisa por ter outros projetos para a obra do pai. Ele detém os direitos dos roteiros originais e, por isso, pode negociar com qualquer plataforma. 

Veja também

Ancine libera R$ 8,5 milhões para ajudar exibidoras de cinema
cinema

Ancine libera R$ 8,5 milhões para ajudar exibidoras de cinema

Boninho anuncia edição de The Voice só para pessoas com mais de 60 anos
reality

Boninho anuncia edição de The Voice só para pessoas com mais de 60 anos