Cultura+

Chico Buarque é o novo ganhador do Prêmio Camões

O prêmio foi concedido ao escritor e compositor na tarde desta terça-feira (21)

Escritor e compositor Chico Buarque Escritor e compositor Chico Buarque  - Foto: Daryan Dornelles/Divulgação

Chico Buarque é o novo vencedor do Camões, principal troféu literário da língua portuguesa. O júri decidiu conceder a honraria ao escritor e compositor na tarde desta terça-feira (21), em reunião na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro.

O Camões elege todo ano um autor de qualquer país falante do português. A escolha é um reconhecimento da obra completa do autor, em vez de apenas a um livro específico. O último brasileiro a ser eleito havia sido Raduan Nassar, autor de "Lavoura Arcaica", em 2016. No ano passado, o Camões foi para Germano de Almeida, escritor de Cabo Verde. Como é tradição, Chico vai receber € 100 mil (R$ 452 mil) pela escolha.

Além de compositor de vários dos maiores clássicos da da música brasileira, Chico também tem uma breve -mas premiada- obra literária. Seu último livro foi "O Irmão Alemão", mas já publicou também "Budapeste" e "Leite Derramado".

Leia também:
Josildo Sá e Devotos entre vencedores da 10ª edição do Prêmio da Música de Pernambuco
Prêmio Marcas Que Eu Gosto divulga vencedores


O Camões parece se espelhar no Nobel de literatura, que, em 2016, deu o prêmio a Bob Dylan. Como no caso do troféu sueco, não será inesperado se a notícia agora fustigar um debate sobre a canção pode ser tratada como gênero literário -e se honrarias do tipo estão corretas em premiar músicos.

Saiba quem foram todos os vencedores do Camões:
1989 - Miguel Torga, Portugal
1990 - João Cabral de Melo Neto, Brasil
1991 - José Craveirinha, Moçambique
1992 - Vergílio Ferreira, Portugal
1993 - Rachel de Queiroz, Brasil
1994 - Jorge Amado, Brasil
1995 - José Saramago, Portugal
1996 - Eduardo Lourenço, Portugal
1997 - Artur Carlos M. Pestana dos Santos, o Pepetela, Angola
1998 - Antonio Cândido de Melo e Sousa, Brasil
1999 - Sophia de Mello Breyner Andresen, Portugal
2000 - Autran Dourado, Brasil
2001 - Eugênio de Andrade, Portugal
2002 - Maria Velho da Costa, Portugal
2003 - Rubem Fonseca, Brasil
2004 - Agustina Bessa-Luís, Portugal
2005 - Lygia Fagundes Telles, Brasil
2006 - José Luandino Vieira, Angola
2007 - António Lobo Antunes, Portugal
2008 - João Ubaldo Ribeiro, Brasil
2009 - Armênio Vieira, Cabo Verde
2010 - Ferreira Gullar, Brasil
2011 - Manuel António Pina, Portugal
2012 - Dalton Trevisan, Brasil
2013 - Mia Couto, Moçambique
2014 - Alberto da Costa e Silva, Brasil
2015 - Hélia Correia, Portugal
2016 - Raduan Nassar, Brasil
2017 - Manuel Alegre, Portugal
2018 - Germano Almeida, Cabo Verde

Veja também

Disputa de Neil Young com o Spotify ressalta problemas de desinformação em podcastsSpotify

Disputa de Neil Young com o Spotify ressalta problemas de desinformação em podcasts

Baco Exu do Blues explicita memórias, amor e raiva em 'Quantas vezes você já foi amado?'Música

Baco Exu do Blues explicita memórias, amor e raiva em 'Quantas vezes você já foi amado?'