Cícero Belmar é o novo imortal na Academia Pernambucana de Letras

Jornalista e escritor de 54 anos vai ocupar a cadeira de número 33, que pertenceu à poetisa Lucila Nogueira

Cícero Belmar, jornalista e escritorCícero Belmar, jornalista e escritor - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Há um novo imortal na Academia Pernambucana de Letras (APL). O jornalista Cícero Belmar, de 54 anos, foi escolhido para ocupar a cadeira de número 33, antes pertencente à poetisa Lucila Nogueira, que faleceu em dezembro do ano passado. A votação ocorreu no final da tarde desta segunda-feira (27), na sede da instituição, no bairro das Graças. O eleito disputou o título com o professor Juarez Caesar Malta Sobreira e acabou vencendo com o total de 30 votos, contra 3 dados ao concorrente.

"A APL é uma instituição muito respeitada, até porque reúne grande parte da produção cultural e histórica de Pernambuco. É uma honra poder fazer parte desse grupo. É uma conquista que só vem alavancar o meu currículo", afirma Belmar. "Vou tentar contribuir ao máximo para dar continuidade às ações que a academia já vem desenvolvendo há algum tempo. Claro que isso eu não farei de forma individual, mas com a preciosa ajuda dos meus colegas acadêmicos", completa o escritor, que se junta aos outros 39 membros.

Para a presidente da APL, Margarida Cantarelli, a entrada de Cícero Belmar traz renovação para a instituição. "Recebo com muita alegria essa decisão. Acho que será um acréscimo muito válido para todos nós, porque ele já está engajado com nosso projeto de jovens escritores. É muito importante para a academia se voltar para quem tem vocação literária, mas só precisa de um incentivo. Assim como eles podem beber da nossa experiência, nós temos muito o que aprender com o entusiasmo deles. Cícero está disposto a servir de elo e promover uma aproximação", adianta.

Perfil

Cícero Belmar nasceu em Bodocó, Sertão de Pernambuco, e se mudou para o Recife na década de 1980. Sua carreira na escrita começou através do jornalismo, já tendo trabalhado em diferentes veículos de comunicação pernambucanos. Como escritor, ele tem publicados romances, contos, biografias e peças de teatro. "Comecei escrevendo para crianças e, em especial, no teatro. Muito depois passei a escrever romances para adultos. Por isso, acredito que minha entrada na APL traz um pouco de reconhecimento para essas vertentes literárias às quais eu mais me dedico", defende.

Obras publicadas:

"Os vagalumes" (infantil)
"O pintinho bailarino" (infantil)
"O presente de Júlia" (infantil)
"Sem pé nem cabeça" (infantil)
"Pola" (biografia)
"O homem que arrastou rochedo - Fernando Figueira" (biografia)
"Acabou-se o que era doce" (biografia)
"A flor e o sol" (teatro)
"A floresta encantada" (teatro)
"Coração de mel" (teatro)
"Meu reino por um drama" (teatro)
"Eu não quero ser Gregor Samsa" (teatro)
"Tudo na primeira pessoa" (contos)
"Esses livros não me iludem mais" (contos)
"Umbilina e sua grande rival" (romance)
"Rossellini amou a pensão de Dona Bombom" (romance)

Veja também

Cantora Amanda Wanessa pode ir para o quarto a qualquer momento, segundo assessoria
Boa Notícia

Cantora Amanda Wanessa pode ir para o quarto a qualquer momento

Influenciadora Liliane Amorim morre por complicações de lipoaspiração
Luto

Influenciadora Liliane Amorim morre por complicações de lipoaspiração