Cinema

Cinco filmes que merecem continuações

O público fica imaginando o que acontece, no universo do filme, depois que as letrinhas descem

Dredd (Karl Urban) e sua única expressão facial durante todo o filmeDredd (Karl Urban) e sua única expressão facial durante todo o filme - Foto: Divulgação

Alguns filmes são tão bons que, geralmente, quando recebem uma continuação, estragam, um bom exemplo disso é Mama Mia: Lá Vamos Nós de Novo!, que destrói toda a construção do primeiro filme. Há outros que são muito bons e não recebem a sequência da história. 

Isso pode ocorrer por diversos motivos: falta de interesse da produtora por desempenhos de bilheteria insuficientes e rejeição do público. Esse fenômeno já ocorreu com produções muito prestigiadas,como Clube da Luta, de David Fincher, ou O Iluminado, de Stanley Kubrick, que teve sua continuação 39 longos anos depois do lançamento. 

Segue a lista dos filmes que merecem continuações: 

Dredd 
Mega City One é uma cidade futurística tomada pela criminalidade e a única força ao lado da lei são os juízes. Agentes legais que investigam, julgam e executam os criminosos segundo o seu código de leis. A história acompanha o juiz Dredd (Karl Urban) e sua parceira Anderson (Olivia Thirlby) em uma operação de rotina que acaba desmantelando um sistema de produção e distribuição de drogas.
O juiz Dredd, apesar de não ser muito conhecido na cultura nerd e geek, tem sua parcela de fãs. O filme de 2012 é um rebbot do O Juiz (1955) estrelando Sylvester Stallone. 

Constantine 
A produção de 2005, mostra uma empreitada do detetive sobrenatural Constantine, impedindo o filho de Satan de encarnar na terra. Em troca ele só quer garantir a sua vaga no paraíso. Mas existem outras pessoas interessadas na penitência da alma dele. 

Em 2020 houve um alarde sobre a provável continuação. O diretor Francis Lawrence e o protagonista Keanu Reeves declararam seu interesse no projeto. Mas nada foi confirmado oficialmente pela produtora. 

Cemitério Maldito 
O rebbot de 2019 decepcionou os fãs, trazendo mais do mesmo filme de 1989. O primeiro filme tem uma sequência chamada Cemitério Maldito II de 1992, que poderia ser refeito com os grandes níveis de produção atuais, e poderia desencadear uma trilogia ou uma série. 

Com o boom dos filmes de terror no século XXI, que formou produções milionárias e enredos com profundas críticas sociais, nada supera a tensão dos filmes antigos. A baixa qualidade de imagem e os efeitos especiais toscos (em comparação com os atuais) parecem jogar a favor do medo e contra o público.

Distrito 9
Em 2009 o melhor pseudodocumentário sobre xenofobia e segregação social foi lançado. A capacidade da sétima arte de jogar luz sobre os problemas atuais é claramente demonstrada quando um humano acidentalmente se transforma em um alien e começa a ser tratado de igual forma. 

O diretor Neill Blomkamp (Elysium e Chappie) demonstrou grande interesse na continuação, que seguindo os acontecimentos do filme se chamaria Distrito 10. Apesar de esquecido, não há motivos para os fãs desanimarem, a produção pode ser anunciada a qualquer momento. 

Curtindo a Vida Adoidado 
O desejo dos fãs por uma continuação de Curtindo a Vida Adoidado foi tão longe que virou piada em Dois Homens e Meio. A produção da década de 80 é um marco para a cultura nerd, mostrando a rotina do ousado matador de aulas, Ferris Bueller. 

Durante os anos 2000 e subsequentes houve muitas especulações sobre a continuação do filme, mas nada foi confirmado. 

Poucas coisas movem a vontade das produtoras, o desejo dos fãs raramente é uma delas. Mas se eles forem tão persistentes quanto os fãs de Harry Potter e sua infindável batalha com o catálogo da Netflix, quem sabe um dia?

Veja também

Projota sobre neutralidade Juliette: 'Sempre está do lado de lá'
BBB 21

Projota sobre neutralidade Juliette: 'Sempre está do lado de lá'

Exposição 'Impressões Corporais' chega ao virtual com corpos em telas
Artes Visuais

Exposição 'Impressões Corporais' chega ao virtual com corpos em telas