Cine PE 2020 é adiado para segundo semestre

24ª edição do festival deve acontecer entre os dias 24 e 30 de agosto de 2020

23ª edição do CinePE23ª edição do CinePE - Foto: Jose Britto/Folha de Pernambuco

A pandemia do novo coronavírus atingiu em cheio diversos festivais de cinema ao redor do mundo. Não foi diferente com o Cine PE, que anunciou, ontem, o adiamento da sua 24ª edição, inicialmente marcada para o período de 25 a 31 de maio.

“Essa decisão é fruto de uma situação que atinge não só o nosso festival, mas toda a cadeia do audiovisual ao redor do mundo. É algo que está completamente fora do nosso controle. Não tivemos como sustentar a realização do nosso evento, até porque a legislação local impede aglomerações, posicionamento que apoiamos completamente”, afirmou a diretora do Cine PE, Sandra Bertini, em entrevista à Folha de Pernambuco.

O festival foi remarcado, a princípio, para a semana de 24 a 30 de agosto. As datas, no entanto, ainda podem ser revistas. “Fizemos essa previsão a partir do que ouvimos de especialistas e autoridades, mas precisamos aguardar para saber quais serão as orientações até lá. Só faremos se houver segurança para isso. Nesse momento, o que importa é preservar vidas”, salienta.

Leia também:
Festival online de cinema francês traz 50 longas gratuitamente
Morre o ator Flávio Migliaccio, aos 85 anos

Segundo Sandra, mesmo antes do início da pandemia, o festival já vinha em estado avançado de produção. “Estamos com 34 filmes selecionados, muitos totalmente inéditos, além de três grandes filmes, que estarão nas exibições hors concours”, adianta. Os organizadores seguem se reunindo, virtualmente, e projetam inovações para a próxima edição.

A organização estuda adotar novas medidas, como limitar o público em salas convencionais, com distanciamento na disposição dos assentos e obrigatoriedade do uso de máscaras. Algumas exibições poderão ocorrer de forma virtual ou seguindo o modelo de cinema drive-in. “O empenho em fazer é o mesmo. Já temos o conteúdo pronto para ser apresentado, talvez, de novas maneiras”, afirma.

Não é a primeira vez que o Cine PE é adiado. As três últimas edições do festival também precisaram ter suas datas alteradas por motivos diferentes. Em 2017, por motivos políticos, alguns diretores retiram suas produções do evento. No ano seguinte, a greve histórica dos caminhoneiros atrapalhou a realização. Já em 2019, os organizadores precisaram se adequar às mudanças promovidas na antiga Lei Rouanet pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.


Confira a nota na íntegra:


A Direção do Cine PE, atenta e comprometida com as orientações das autoridades sanitárias, decide por adiar o referido festival de cinema, inicialmente marcado para o período de 25 a 31 de maio.

Tendo em vista o fato de já contar com algumas etapas avançadas de produção, desde antes do início da pandemia, esperou-se pela tendência evolutiva da mesma, para que uma tomada de decisão sobre o adiamento pudesse estar melhor respaldada. Nesse sentido, a projeção que se pode fazer hoje, diante de uma prospecção do quadro, ouvidas preliminarmente algumas autoridades, foi de marcar o novo período de realização para a semana de 24 a 30 de agosto. Naturalmente, que essa data poderá ainda sofrer alterações, caso haja alguma orientação governamental relacionada com a retomada da realização de eventos, que mobilizem algum modo de aglomeração.

Vale destacar, em adição, que o Cine PE 2020 levará em conta as tendências que poderão advir da experiência da pandemia, no que tange aos aspectos da mobilização de público e suas relações possíveis com novos hábitos e costumes. Será bem provável que esses esforços passarão, inicialmente, por critérios de readaptação ao estilo convencional do que seja um modelo de festival de cinema, talvez até ajustando novas tendências comportamentais. Ademais, o Cine PE também estará atento às inovações que permitam a aceitação de ações virtuais, com base nas experiências observadas durante a pandemia e em total respeito às preferências de quem ainda não se sinta seguro em participar na forma tradicional das relações sociais.


Diante disso, antecipamos que o projeto irá inovar nos seguintes pontos:


1) algumas exibições em sala convencional, com regras claras de limitação de público, distanciamento na disposição da acomodação nos assentos e segurança preventiva (uso de máscaras e orientações sobre higiene básica, enquanto se usar a sala);


2) algumas exibições veiculadas por rede social, via Internet (sendo possível até mostras retrospectivas);


3) algumas exibições abertas, no velho modelo "autocine" ou drive-in, também dentro das regras de segurança;


4) programações dos seminários, das oficinas e do mercado (subprojeto TELA), num mix de modelo menos presencial e mais virtual.


Na expectativa de que as medidas aqui anunciadas possam ser especificadas em tempo e executadas a contento, agradecemos pela compreensão de todos os colaboradores, direta ou indiretamente envolvidos com o projeto.


Recife, 04 de maio de 2020.


Direção do Cine PE

Veja também

Famosos comparecem a manifestações que pedem impeachment de Bolsonaro
MANIFESTAÇÃO

Famosos comparecem a manifestações que pedem impeachment de Bolsonaro

Zélia Duncan oficializará união com Flávia Soares, ex-mulher de Jô Soares
AMOR

Zélia Duncan oficializará união com Flávia Soares, ex-mulher de Jô Soares