Cinema São Luiz recebe Mostra de Cinema no Recife nesta segunda

Dez curtas-metragens de estudantes de Cinema serão exibidos; entre os gêneros, ficções e documentários

Prefeitura do RecifePrefeitura do Recife - Foto: Reprodução/Google Street View

A organização não governamental Aurora Filmes, que promove diferentes cursos de cinema, celebra dez anos apresentando o trabalho dos estudantes, na noite de hoje, com exibições de curtas-metragens no Cinema São Luiz. Dez curtas produzidos por alunos do curso de Cinema Digital serão exibidos na 4ª edição da Mostra de Cinema no Recife (a entrada custa o valor único de R$ 5), que começa nesta segunda-feira (9), a partir das 19h.

“Somos uma ONG e estamos completando dez anos. Temos um curso de cinema digital e, a cada período, a gente junta filmes e exibe. Essa seleção conta com trabalhos de 2013 para cá”, explica Sandra Ribeiro, coordenadora da ONG. “Serão exibidos filmes de todos os gêneros, ficções, documentários. Algumas ficções baseadas em contos de escritores pernambucanos, como Raimundo Carrero e Fátima Quintas”, ressalta Sandra.

Um dos filmes é “O barroco esquecido”, documentário dirigido por Dimas Lins, aluno do curso. A proposta do filme é despertar o interesse para o barroco do Recife. A mostra completa inclui ainda outros nove curtas: “A face inquieta”, baseado em conto escrito por Raimundo Carrero; “A primeira pedra”, com roteiro e direção de Sandra Ribeiro; “Ary Severo para sonhadores”, baseado no livro de Nelson Sampaio Jr.; “Artistas da Aurora”, com argumento de Clara Angélica e Sandra Ribeiro; “Elegíada”, baseado no conto de Osman Lins; “Fábrica de Sonhos”, documentário sobre o grafiteiro Galo de Souza; “O paletó”, baseado em conto de Fátima Quintas, “Iraq: Evandro, abra um bar” e “La bailaora”, roteiro do aluno Alexandre Celestino.

SERVIÇO:
10 Anos da Aurora Filmes 

Quando: terça-feira (9), às 19h
Onde: Cinema São Luiz (Rua da Aurora, 175, Boa Vista)
Ingressos: valor único de R$ 5

Veja também

'Atypical' chega ao fim com simplicidade e amadurecimento de personagem
Uma Série de Coisas

'Atypical' chega ao fim com simplicidade e amadurecimento de personagem

Fogo na Cinemateca pode ter extinguido memória de políticas públicas do cinema
CINEMA NACIONAL

Fogo na Cinemateca pode ter extinguido memória de políticas públicas do cinema