Claudia Raia diz que está usando período de isolamento para escrever sua biografia

A obra está sendo escrita em parceria com a jornalista Rosana Hermann

Cláudia Raia, atrizCláudia Raia, atriz - Foto: Globo/Tata Barreto

Claudia Raia, 53, tem usado bem o período de isolamento social em decorrência do novo coronavírus. A atriz, que está sem atuar em decorrência das pausas nas gravações de produções, já publicou vídeos pintando o cabelo, organizando suas coisas e aproveitando o tempo com o marido, Jarbas Homem de Mello -tudo dentro de sua casa.

Na segunda-feira (25), a atriz revelou em participação no Encontro com Fátima Bernardes que está usando o tempo livre para escrever sua biografia. A obra, anunciada há algumas semanas, está sendo escrita em parceria com a jornalista Rosana Hermann.

Leia também:
Editora 34 relança títulos de João Antônio e prepara livro sobre período em sanatório
Coronavírus fez mercado de livros perder metade do faturamento em abril


Anteriormente, Hermann já havia usado seu perfil no Twitter para expressar sua alegria com o trabalho. "Estou amando meu trabalho como biógrafa da Cláudia Raia. Estamos escrevendo juntas as memórias da Cláudia, todos os dias, com vídeo conversas deliciosas nessa pandemia, que fazem a gente rir e chorar", escreveu a jornalista na rede social.

Ela diz ainda que tem aprendido muito não só sobre a trajetória da atriz, mas sobre o seu trabalho. "É diferente de escrever ficção, roteiro de audiovisual ou um livro pessoal. Adoro pesquisar para situar os acontecimentos num contexto maior, ler matérias antigas, criar pequenas metáforas recorrentes, usar o conhecimento cumulativo do leitor [...] A vida de Claudia vai virando um segredo dividido com quem lê".

A jornalista também elogia Raia, dizendo que se trata de uma mulher "madura, super família, energética, espiritualizada, generosa, inteligente, talentosa e engraçadíssima". Tanto sua filha, Anita, quanto a filha de Raia, Sophia, já leram parte do manuscrito e elogiara m a obra que está em produção.

Veja também

Flaviola, ícone da psicodelia pernambucana, morre de Covid-19
Luto

Flaviola, ícone da psicodelia pernambucana, morre de Covid-19

Morre, aos 56, o baterista Flávio Guaraná, do bloco Quem tem Boca Vaia Roma
LUTO

Morre, aos 56, o baterista Flávio Guaraná, do bloco Quem tem Boca Vaia Roma