Claudionor Germano comenta planos para o futuro no dia em que terá seu perfil lançado pela Cepe

Também são planos de Claudionor, para 2017, lançar o DVD gravado ao vivo no Marco Zero

“Apesar da idade avançada, ainda tenho muitos planos. A prioridade, agora, é militar em favor do frevo. Gostaria muito de orientar a nova geração de cantores, porque eles precisam corrigir alguns erros básicos, como a colocação correta da sílaba tônica nas canções. Também pretendo encabeçar uma campanha para estimular às rádios a abrir espaço para o frevo durante todo ano. Temos muitos compositores bons que precisam mostrar seus trabalhos, porque ninguém sobrevive sem divulgação", revela o artista.

Também são planos de Claudionor, para 2017, lançar seu DVD gravado ao vivo no Marco Zero. As imagens foram gravadas numa estrutura gigante, com 10 câmeras e até feitas de helicóptero.

"Agora que estou mais ou menos ‘aposentado’ da roda-viva do frevo, gostaria de me dedicar a gravar músicas românticas. Está nos meus planos lançar um CD especialmente para reviver canções da década de 1950 e 1960. No futuro próximo, gostaria de lançar um espaço para trazer cantores afastados da grande mídia. Um lugar onde artistas como Agnaldo Timóteo, Moacir Franco e tantos outros, pudessem se apresentar e reviver seus grandes sucessos”, deseja.

Entre as lembranças guardadas pelo artista, estão o show de um dos ícones românticos de sua adolescência. "Tinha 13 anos e estava no Teatro de Santa Isabel, para assistir ao maior cantor de todos os tempos: Orlando Silva. De repente, as fãs rasgaram a camisa do astro que teve que se retirar do palco. Nelson Ferreira me chamou e me colocou no palco para cantar, enquanto Orlando Silva se arrumava para voltar. Cantei. Ao repetir o refrão, senti uma mão no meu ombro e uma “voz” cantando comigo!... Pensei que ia morrer de alegria, não acreditava que aquilo estivesse acontecendo", confessa, emocionado.

Outras lembranças são as dos Carnavais da década de 1960, quando ele começou efetivamente a participar da festa. "Lembro-me dos bailes em clubes animados por grandes intérpretes e orquestras, que era o forte do Carnaval daquele tempo. Também me lembro do Corso, que era realizado durante o dia, com desfiles de carros abertos pelas principais ruas e avenidas do Centro do Recife”.

O artista aproveita a oportunidade para registrar os nomes de outras personalidades do frevo a quem admira, como Nelson Ferreira, Carnera, Zumba, Levino Ferreira, Carlinhos Almeida e Nelson Gusmão; os maestros arranjadores Guedes Peixoto, Edson Rodrigues, Duda e Clóvis Pereira. E ainda os cantores Expedito Baracho, Nonô Germano e Ivanildo Silva.

Veja também

João é eliminado; Pocah é a nova líder e novo paredão tem Viih Tube, Gilberto e Fiuk
BBB 21

João é eliminado; Pocah é a nova líder e novo paredão tem Viih Tube, Gilberto e Fiuk

Arthur diz que Pabllo Vittar é gata e elogia corpo da cantora
BBB 21

Arthur diz que Pabllo Vittar é gata e elogia corpo da cantora