Com shows adiados no Brasil, Metallica lança compilação exclusiva para brasileiros

Os músicos decidiram relembrar os melhores momentos de seus shows no país com a compilação "Live in Brazil"

James Hetfield, frontman do MetallicaJames Hetfield, frontman do Metallica - Foto: SUZANNE CORDEIRO / AFP

O Metallica estaria aterrizando em terras brasileiras neste exato momento, se não fosse pela pandemia do novo coronavírus. A banda americana faria o seu primeiro show por aqui nesta quarta-feira (22), em Porto Alegre (RS). Já que eles não puderam vir, os músicos decidiram relembrar os melhores momentos de seus shows no país com a compilação "Live in Brazil" (1993-2017), disponível em todas as plataformas de streaming de música.

Surpreender nunca foi uma das qualidades do Metallica, e a seleção lançada comprova isso. "Somos velhos, por isso nossas músicas são velhas", diz James James Hetfield, 56, em tom de brincadeira, em um dos shows que fez no Brasil e registrado nessa compilação. Mas isso não significa que a banda saiba explorar bem seus dez álbuns.

Leia também:
Elenco de 'High School Musical' se reúne virtualmente em encontro inédito
Lives da semana: confira os próximos shows online


Com quase 40 anos de carreira, o Metallica varia pouco nas canções em seus shows e não deixa de lado as faixas mais óbvias. Clássicos como "Master of Puppets", "The Unforgiven", "Sad But True" e "Nothing Else Matters" estão sempre no set list, que acaba com "Enter Sandman", o maior hit da banda dos anos 1990. É fácil captar a atenção de fãs ao ouvir a bateria violenta de "For Whom the Bell Tolls".

Eles também tiram bastante proveito dos discos mais recentes, o ótimo "Death Magnetic" (2008), com "That Was Just Your Life" (infelizmente eles tiraram "Cyanide") e do último "Hardwired... to Self-Destruct" (2016).

Até as canções menos conhecidas vêm de clássicos. "The Thing That Should Not Be" é do disco "Master os Puppets", de 1986, e "Fight Fire with Fire", de "Kill 'Em All", de 1983. Eles só saem um pouco da curva com "Bleeding me", uma das menos conhecidas do controverso álbum "pop demais para o metal", "Load", de 1996. Na época, as que fizeram sucesso foram "Until It Sleeps", "King Nothing" e "Hero of the Day".

O problema é que não podemos culpar a banda de suas repetições. Em 2014, quando eles fizeram a turnê "Metallica by Request", só com pedidos dos fãs, o set list não mudou muito e chegou aqui repleto dos mesmos clássicos. As gravações são faixas remasterizadas de shows que eles fizeram em 2010, 2013, 2014, 2015 e 2017.

Os shows que eles planejam fazer em dezembro, passando por São Paulo (18), Porto Alegre (14), Curitiba (18) e Belo Horizonte (20), não devem ser muito diferentes do que eles mostram nessa compilação. E as apresentações no Brasil só devem de fato acontecer se houver um controle seguro da pandemia.

Veja também

Teatro e debate na programação do JGE Conecta desta terça-feira (19)
Festival

Teatro e debate na programação do JGE Conecta desta terça-feira (19)

Filmes e séries de época: história reescrita com passados sem preconceitos
Filmes e Séries

Filmes e séries de época: história reescrita com passados sem preconceitos