Confira a programação musical completa do Janeiro

Festival de artes cênicas também dá espaço à música, com 12 espetáculos musicais evidenciando as culturas pernambucana e brasileira

Os deputados socialistas Bira do Pindaré (MA), Dênis Bezerra (CE), Gervásio Maia (PB), Gonzaga Patriota, JHC (AL), João Henrique Campos (PE), Marcelo Nilo (BA) e Rafael Motta (RN) protocolaram requerimento de Informações, nesta terça-feira (1ºOs deputados socialistas Bira do Pindaré (MA), Dênis Bezerra (CE), Gervásio Maia (PB), Gonzaga Patriota, JHC (AL), João Henrique Campos (PE), Marcelo Nilo (BA) e Rafael Motta (RN) protocolaram requerimento de Informações, nesta terça-feira (1º - Foto: Divulgação

Mesmo com a subtração dos patrocínios do BNDES e da Chesf, além do corte no apoio da Prefeitura do Recife, o 22º Janeiro de Grandes Espetáculos reafirmou seu compromisso com a música contando com atrações do segmento quase diariamente. Programado para ocorrer entre os dias 12 e 29 deste mês, o festival contará com doze espetáculos musicais que buscam evidenciar a cultura pernambucana. Todos os shows serão bancados pela bilheteria, que tem valores entre R$ 20 e R$ 80.

Até mesmo a baiana Margareth Menezes irá explorar o universo do Estado através do show “Mestres do Mundo”, em que interpretará o repertório dos sanfoneiros pernambucanos Luiz Gonzaga e Dominguinhos, além do paraibano Sivuca. O instrumento entra em cena sob o comando de Beto Hortis, que irá tocar um acordeon de 120 baixos na apresentação, marcada para o dia 25, no teatro de Santa Isabel. Outro nome de fora, a carioca Alaíde Costa comemora os 80 anos de idade com o show “Porcelana”, que faz em parceria com o pernambucano Gonzaga Leal no mesmo espaço no dia 18, trazendo à tona músicas de Capiba, Alceu Valença e Caetano Veloso, entre outros.

“Na música, todos vão pela bilheteria, senão a gente não tinha uma grade, mas conseguimos reunir um time forte e estamos satisfeitos com isso. Nossa base é o teatro, depois a dança e só depois a música, mas é um segmento que tem se fortalecido dentro do evento. Sempre buscamos não repetir atrações do ano anterior e oferecer uma boa variedade para o público, desde o clássico até o popular”, explicou o curador Paulo de Castro, sobre o critério de escolha, que abrange desde o rock progressivo e a psicodelia de Zé da Flauta e Ave Sangria até o romantismo da potiguar Núbia Lafayette, cujos sucessos ganharão a voz de Cristina Amaral. As apresentações acontecerão nos dias 27 e 21, nos teatros Luiz Mendonça e Santa Isabel, respectivamente.

Outro homenageado será o compositor pernambucano Accioly Neto, falecido em 2000, que terá seu repertório revisitado por antigos amigos, como Irah Caldeira, Petrúcio Amorim e Santanna, o Cantador, por exemplo. A iniciativa faz parte das ações de relançamento do disco “Meu Forró”, reeditado no ano passado, trazendo alguns sucessos do autor, como “Espumas ao Vento” e “Lembrança de um Beijo”. No entanto, nem só de memória se faz a programação musical do festival, que também busca introduzir as novas gerações, como o cantor Romero Ferro, que irá apresenta o pop romântico do álbum de estreia “Arsênico”.

“A gente sempre lança um nome novo no festival. Neste ano, será a Sheyla Costa, que já tem uma estrada fora do País, mas é nova aqui. A gente fica tentando empurrar os artistas, porque é a nossa função”, defende ele, ao falar sobre a pernambucana, que viveu as últimas duas décadas na França. Em “Na Pele de Elis e Mais”, a cantora encara a difícil missão de revestir Elis Regina, além de fazer releituras de outros clássicos nacionais e franceses.

Dando vazão à expressividade regional, ainda estão programados os espetáculos “Mistura Fina”, explorando diferentes nuances do frevo com Elyanna Caldas, Quinteto Spok e Claudionor Germano, “Sons de Latada”, de Josildo Sá, e “Ao Amor, Onde o Amor Foi Demais”, em que Dalva Torres canta Antônio Maria. O experimentalismo ganha espaço com a pegada eletrônica de “Estesia”, do duo Pachka e Carlos Filho, e a performance do “Angu de Canções”, que mescla as linguagens do Coletivo Angu de Teatro e do cantor Juliano Holanda.

Veja também

Justiça dá medida protetiva a Steven Spielberg contra fã que o ameaça de morte
Famosos

Justiça dá medida protetiva a Steven Spielberg contra fã que o ameaça de morte

Anitta e Ludmilla usam tops iguais, mas com diferença de R$ 10 mil no 'look'
Celebridades

Anitta e Ludmilla usam tops iguais, mas com diferença de R$ 10 mil no 'look'