Confirmadas primeiras atrações internacionais do Mimo

Festival aberto ocorre entre os dias 17 e 19 de novembro, em Olinda

O francês Didier Lockwood, Emir Kusturica e Vieux Farka Touré estão entre os nomes internacionais confirmados na MimoO francês Didier Lockwood, Emir Kusturica e Vieux Farka Touré estão entre os nomes internacionais confirmados na Mimo - Foto: Divulgação/Arte

As primeiras atrações do MIMO Festival, que chega à 14ª edição em Olinda, foram confirmadas nesta terça-feira (05). Entre os nomes, Emir Kusturica & The No Smoking Orchestra, da Sérvia, que desembarcam pela primeira vez no Brasil. O coletivo da Colômbia, Ondatrópica; o guitarrista do Mali, Vieux Farka Touré, e o francês Didier Lockwood se unem à lista dos nomes da música mundial trazidos pelo festival gratuito ao País

Conhecido por suas premiadas obras cinematrográficas, Emir Kusturica, 63 anos, acumula uma extensa carreira musical e empolga plateias numerosas mundo afora com a sua fanfarra. Criado em 1980 em Saravejo, o projeto musical Emir Kusturica & The No Smoking Band é atualmente um dos principais representantes da música balcânica e se tornou a expressão musical mais significativa do "Novo Primitivismo", movimento de resistência cultural criado nos anos pós-Tito da transição da Iugoslávia. No repertório cosmopolita, promete incluir vários temas que fazem parte dos seus filmes bem sucedidos, como "Underground", Black Cat, White Cat", Gypsy Time" e "The Arizona Dream".

O Ondatrópica, da Colômbia é concebido por Mario Galeano, maestro da banda Frente Cumbiero, e pelo produtor britânico Will Holland. O coletivo reúne artistas de diversas gerações e estilos, que reinterpretam o patrimônio musical da Colômbia, com um pé na tradição e outro na modernidade. Lançaram álbuns como “Ondatrópica” (2012) e o recente “Baile Bucanero”.

Leia também:
Amaro Freitas está entre as revelações do Prêmio Instrumental da MIMO
Mimo volta a Olinda com programação extensa, confira


Do Mali, virá o guitarrista, cantor e compositor Vieux Farka Touré - filho do mundialmente reconhecido Ali Farka Touré -, que recebeu a alcunha de “herói da guitarra africana” pelo jornal “The Guardian”. O instrumentista, que participou em 2016 da primeira edição internacional do festival, em Amarante (Portugal), seduz o público com seus riffs e solos, mesclando jazz, R&B, ritmos latinos e uma profusão de outros gêneros.

Por fim, o francês Didier Lockwood, lenda do violino jazzístico, que presta homenagem ao saudoso mestre Stéphane Grappelli (1908-1997). Esta será a segunda vez de Lockwood em Olinda, relembrando 2009. Na ocasião, o francês, ao lado de Ricardo Herz, convidou rabequeiros para um encontro inusitado no "palco/altar" da Igreja da Sé, entre eles, Siba, Antônio Carlos Nóbrega, Renata Rosa e Luiz Paixão.

Sobre o festival:
Após duas paradas internacionais em 2017 (Amarante, em Portugal e Glasgow, na Escócia), o MIMO Festival chega ao 14º ano consecutivo com uma programação cada vez mais livre e abrangente, reunindo artistas de diversas nacionalidades em cidades históricas, como Tiradentes (28 e 29 de setembro), Ouro Preto (29 e 30 de setembro), Paraty (6 a 8 de outubro), Rio de Janeiro (10 a 12 de novembro) e Olinda (17 a 19 de novembro).

Veja também

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'
Streaming

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19
Coronavírus

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19