Mercado

Coquetel Molotov, Bananada e DoSol se unem em passe vitalício

O público poderá adquirir o CryptoPass com uma obra inédita em 3D criada pelo coletivo Rosabege com trilha sonora composta por Benke Ferraz (Boogarins)

Festival Coquetel Molotov participa da iniciativaFestival Coquetel Molotov participa da iniciativa - Foto: Divulgação

Três dos mais importantes festivais independentes do país: Bananada (GO), No Ar Coquetel Molotov (PE) e DoSol (RN) se uniram e formam o “Atroá”. Os três criaram um CryptoPass em parceria com a Phonogram.me, a primeira plataforma de NFTs (Non-Fungible Tokens) no Brasil.

A demanda pelo digital com a pandemia fez com que os tokens não-fungíveis (NFTs), registro criptográfico, onde a obra - seja física ou digital - tem sua propriedade registrada digitalmente, começassem a ser conhecidos pelo mundo. No Brasil, qualquer um pode investir em produtos ligados à música como uma espécie de bolsa de valores virtual, similar ao mercado de ações.

A proposta por trás da plataforma é criar uma nova forma de monetização para o universo musical brasileiro.

Representando oportunidades de investimento, a junção dos festivais oferece a experiência de poder adquirir em leilões, CryptoPasses que darão direito à entrada livre as ações digitais e físicas dos três festivais. Esta é uma iniciativa pioneira oferecendo por valores simbólicos uma quantia de ingressos vitalícios em festivais.

Veja também

"Tereza Vive": ação reproduz obra da artista pernambucana em fachadas de prédios do País
Arte

"Tereza Vive": ação reproduz obra da artista pernambucana em fachadas de prédios do País

Festival de Veneza 2021 terá filme brasileiro estrelado por Rodrigo Santoro
Cinema

Festival de Veneza 2021 terá filme brasileiro estrelado por Rodrigo Santoro