De Niro é ovacionado no Tony Awards após xingar Trump

Ator de 74 anos, De Niro foi aplaudido de pé pela multidão presente ao mais importante evento anual do mundo do teatro nos EUA

Robert De Niro, ator Robert De Niro, ator  - Foto: Theo Wargo/ Getty Images Tony Awards Pro/AFP

O consagrado ator de Hollywood Robert De Niro, 74 anos, foi aplaudido de pé no Tony Awards, após xingar o presidente americano, Donald Trump. Vencedor do Oscar, De Niro participou do mais importante evento anual do mundo do teatro nos EUA no domingo à noite para anunciar uma apresentação da lenda do rock Bruce Springsteen.

"Vou dizer uma coisa - f.., Trump!", afirmou, erguendo o pulso para o alto. A multidão reunida no Radio City Music Hall de Nova York, começou a aplaudir, até De Niro ser ovacionado de pé. "Não é mais 'abaixo Trump', é 'f..., Trump'!", declarou, para júbilo dos presentes.

A rede de televisão CBS, que estava transmitindo o evento "ao vivo" com um "delay" de alguns segundos, censurou o xingamento de De Niro. O ator convocou os presentes a irem votar nas eleições de meio de mandato em novembro e elogiou o cantor Bruce Springsteen por seu ativismo político. "Bruce, você agita essa casa como ninguém", afirmou De Niro.

Leia também:
Robert De Niro, deprimido, apoia protestos contra Trump
Ben Stiller conta que teve câncer há dois anos e buscou ajuda de Robert De Niro
Daniela Vega, o símbolo transgênero que conquista Hollywood


"Ainda mais importante nesses tempos perigosos, você agita o voto. Sempre lutando, nas suas próprias palavras, pela verdade, pela transparência e pela integridade no governo. Cara, como precisamos de você agora", completou.

Esta não foi a primeira vez que De Niro, que nasceu e mora em Nova York, atacou seu conterrâneo. Em 2016, quando Trump era candidato à Presidência, De Niro chamou o republicano de "descaradamente burro", "totalmente maluco" e um "idiota".

   Resposta de Trump

Em resposta à declaração de Trump sobre como lidar com os manifestantes em um de seus comícios, De Niro comentou: "Ele quer socar o povo na cara? Eu gostaria de socá-lo na cara!".

Em 2017, em um discurso na Brown University, ele descreveu o governo Trump como uma "comédia trágica, idiota". De Niro ganhou Oscars por seus papéis em "O Poderoso Chefão II" (coadjuvante, 1974) e "Touro indomável" (1980).

 

Veja também

Saiba o que muda para Hollywood agora que a China bateu os EUA em bilheteria
Audiovisual

Saiba o que muda para Hollywood agora que a China bateu os EUA em bilheteria

A psicodelia moderna de Petrônio e as Criaturas em novo Ep
Música

A psicodelia moderna de Petrônio e as Criaturas em novo Ep