CINEMA

Demi Moore protagoniza filme de terror feminista em Cannes: "Terceiro ato na carreira"

Aos 61 anos, ela está em "The Substance", que disputa a Palma de Ouro

Demi Morre: volta triunfal a CannesDemi Morre: volta triunfal a Cannes - Foto: Loic Venance/AFP

Depois de quase três décadas, a atriz americana Demi Moore faz um retorno triunfal como protagonista de um filme de terror feminista, "The Substance", que disputa a Palma de Ouro. Aos 61 anos, Moore foi um dos ícones do cinema dos anos 1990, com sucessos como "Ghost — Do outro lado da vida" e "Striptease", antes de sua ausência dos holofotes durante os anos 2000.

Em "The Substance" ('A Substância', em tradução livre), a atriz ficou à disposição da diretora francesa Coralie Fargeat, que se destacou em 2018 com seu primeiro longa-metragem, "Revenge" ('Vingança').

Demi Moore em "The Substance" (Foto: Divulgação)

o na carreira de Demi, é encorajador" explicou nesta segunda-feira (20) seu par no filme, o americano Dennis Quaid, em coletiva de imprensa.

A "substância" mencionada no título da obra permite que a pessoa que a injeta produza uma versão mais jovem e bela de si mesma.

O composto é uma grande tentação para Elizabeth Sparkle, estrela do mercado fitness televisivo, demitida aos 50 anos, interpretada por Demi Moore — que impressiona, à medida que envelhece artificialmente.

Assim "nasce" Sue, seu avatar estrelado pela americana Margaret Qualley, angelical e demoníaca na mesma proporção. Enquanto isso, enfrenta um produtor grosseiro, vivido por Dennis Quaid.

A única condição para não se colocarem em perigo mútuo é que ambas devem compartilhar seu tempo de maneira equitativa no mundo exterior. No entanto, Sue sempre quer mais.

Após a realização de seu primeiro filme de terror sobre um estupro, "Vingança", Fargeat desta vez foca no corpo feminino, "problemático desde jovem, quando não é perfeito ou é grande demais, e depois quando envelhece".

"Nosso corpo nos define, gera desigualdades e violência, e também nossa própria parte. Somos quase obrigadas a odiá-lo de uma maneira ou outra e podemos nos tornar nosso primeiro instrumento de tortura" explica à AFP a diretora, de 48 anos.

Ambas as atrizes "foram incríveis, assumiram muitos riscos" ao participar do projeto, sublinhou Fargeat.

"Era o desafio ideal. Estou sempre buscando histórias que me tiram da minha zona de conforto" afirmou a própria Demi Moore.

Veja também

Kevelin Gomes diz que não considera que Yuri Lima traiu Iza, mas pede desculpas
POLÊMICA

Kevelin Gomes diz que não considera que Yuri Lima traiu Iza, mas pede desculpas

Leandro Marçal, de 'Casamento às Cegas', nega acusação de estupro e critica edição de episódio
denúncia

Leandro Marçal, de 'Casamento às Cegas', nega acusação de estupro e critica edição de episódio

Newsletter