Denise Fraga traz ao Recife peça em que utiliza o humor como estratégia narrativa

Atriz Denise Fraga contracena com mais 12 atores no espetáculo "A visita da velha senhora", em temporada que fica em cartaz até domingo, no Santa Isabel

Denise Fraga e Tuca Andrada, em cena da peçaDenise Fraga e Tuca Andrada, em cena da peça - Foto: Divulgação

O enredo de "A visita da velha senhora" fala sobre os habitantes de uma cidade arruinada, que esperam a chegada da milionária que prometeu salvá-los da falência. Ela se chama Claire (Denise Fraga) e diz que dará um bilhão à cidade se os moradores matarem um determinado homem. É através dessa situação que a peça, escrita originalmente em 1956 pelo dramaturgo suíço Friedrich Dürrenmatt, chega a temas complexos do comportamento humano e dos limites morais e éticos.

A adaptação, dirigida por Luiz Villaça e protagonizada por Denise Fraga, fica em cartaz desta quinta-feira (24/05) até sábado (dia 27/05; 20h), com outra sessão no domingo (18h), no Teatro de Santa Isabel.

"Queria montar essa peça já há quatro anos. Mas parece que, no último ano, ela foi ficando assustadoramente atual e propícia ao momento que o Brasil está vivendo", opina Denise.

Leia também:
Teatro de Fronteira adapta 'Ligações perigosas' para os palcos do Recife
Fernando Anitelli, do Teatro Mágico, faz show voz e violão
Instituto Ricardo Brennand traz exposição com fotos de Maio de 1968


"Dependendo da notícia do dia, a peça vai ficando ainda mais atual. A gente estava no Rio de Janeiro na noite do assassinato de Marielle [Franco, morta no dia 14 de março] e, em Curitiba, quando o Lula foi preso. Há cacos na peça que parecem propositais para esses momentos, mas já estava tudo lá", comenta a atriz, ressaltando a maneira como o texto da peça permanece relevante e atual. "Foram feitas pouquíssimas mudanças. Simplesmente não dá para adaptar, porque é um texto muito engendrado", reforça.

A peça recorre ao humor como estratégia narrativa, criando um tipo particular de comédia a partir de diretrizes do drama e das relações humanas. "A risada que me interesse tem outra qualidade", diz Denise. "É uma risada que vem junto com a compreensão. O teatro tem essa capacidade de ser esse ritual da palavra, do pensamento", complementa a atriz, que divide o palco com o pernambucano Tuca Andrada, que dá vida ao alvo da vingança de Claire, e outros onze atores. A direção é de Luiz Villaça. "O Luiz fez uma encenação linda, porque a peça engloba a plateia", reforça Denise.

   Dilema existencial

A oportunidade de salvar a cidade de uma grave crise econômica coloca os habitantes de um delicado dilema existencial. "Digo que a gente vive uma ditadura do poder econômico. Quem manda no mundo é isso. A gente, na nossa vida cotidiana, também vive com essa faca no pescoço, tendo que pagar escola dos filhos, seguro saúde. Aí, acabamos aceitando aquela promoção que a gente não queria, mas que vai tornar seu salário maior", argumenta Denise.

"É um incômodo que tenho com a forma com que a gente tem deixado o dinheiro mandar nas nossas vidas. Vivemos numa sociedade que é movida pelo capital. Mas isso tem que ter um limite, porque se não a gente vai se perder", frisa a atriz.

Serviço:

Espetáculo "A visita da velha senhora"
Teatro de Santa Isabel (Praça da República, s/n, Santo Antônio)
De quinta-feira (24) até domingo (27); quinta-feira a sábado, às 20h; domingo, às 18h
R$ 70 (plateia) e R$ 50 (terceiro piso)
Informações: (81) 3355-3323

Veja também

Morre o ator e diretor de teatro Carlos Reis, conhecido por interpretar Jesus na Paixão de Cristo
Luto

Morre o ator e diretor de teatro Carlos Reis, conhecido por interpretar Jesus na Paixão de Cristo

'Luca', da Pixar, é visto como uma alegoria gay ao mostrar amizade de dois adolescentes
Animação

'Luca', da Pixar, é visto como uma alegoria gay ao mostrar amizade de dois adolescentes