Ação

Depois de 36 anos, Tom Cruise volta aos ares em "Top Gun: Maverick"

Para gravar cenas de voos, ator dispensou dublês e pilotou os aviões

"Top Gun: Maverick""Top Gun: Maverick" - Foto: Divulgação

Prestes a completar 60 anos de idade, Tom Cruise está de volta aos ares. Rasgando os céus a bordo de um caça, o astro hollywoodiano é o protagonista de “Top Gun: Maverick”, sequência do filme que impulsionou uma carreira quase toda dedicada aos blockbusters de ação, e que estreia nesta quinta-feira (26) nos cinemas, depois de 36 anos.
 


Dirigida por Joseph Kosinski, a aguardada continuação de “Top Gun: Ases Indomáveis” (1986) traz Cruise novamente no papel de Pete "Maverick" Mitchell. O piloto da Marinha dos Estados Unidos é agora um veterano que, apesar das várias condecorações conquistadas, não conseguiu atingir uma patente maior do que a de capitão.

Mantendo o jeito rebelde da juventude, Maverick retorna à escola de pilotos de caças da Marinha norte-americana, desta vez, como professor. Sua tarefa é treinar um time de aviadores de destaque para uma missão cheia de perigo: destruir a instalação de urânio de um país inimigo.



Breve participação

Além de Cruise, outro nome do elenco original presente no novo filme é o de Val Kilmer. O ator, que enfrenta um câncer na garganta e precisou ter sua voz recriada artificialmente para a produção, faz uma breve participação como Tom “Iceman” Kazansky, antigo rival de Maverick.

Alguns dos novos personagens apresentados na sequência têm relação direta com o primeiro filme. É o caso de Bradley "Rooster" Bradshaw (Miles Teller), um dos jovens militares da equipe treinada por Maverick. Ele é filho de Goose (Anthony Edwards), falecido amigo do protagonista. Já Penny Benjamin (Jennifer Connelly), uma dona de bar que é o novo par romântico do piloto, chega a ser citada no longa original como um caso do passado, mas só agora ganha rosto por meio de uma atriz.

Elenco com diversidade

Também integram o novo time de aviadores comandado por Maverick Jake "Hangman" Seresin (Glen Powell), Natasha "Phoenix" Trace (Monica Barbaro), Robert "Bob" Floyd (Lewis Pullman), Reuben "Payback" Fitch (Jay Ellis) e Javy "Coyote" Machado (Greg Tarzan Davis). Com atores negros, latinos e uma mulher, o grupo traz mais diversidade do que o visto no clássico dos anos 1980, composto apenas por homens brancos.

Dispensou dublê

Tom Cruise é conhecido por se envolver inteiramente nos filmes que participa, chegando a dispensar a presença de dublês em cenas de ação extremamente arriscadas. No novo “Top Gun” não foi diferente. Os atores que interpretaram pilotos precisaram aprender a voar de verdade e o treinamento intensivo, que durou três meses, foi elaborado pelo próprio Cruise, em conjunto com a Marinha dos Estados Unidos.

O elenco também recebeu instruções de como operar as câmeras e outros equipamentos, já que não havia como colocar um cinegrafista dentro dos jatos. Assim, boa parte das cenas com os caças foi filmada na prática, dispensando recursos de computação gráfica. Tudo isso serviu para que Cruise realizasse seu desejo de fazer “Top Gun: Maverick" da forma mais realista possível.

Originalmente prevista para julho de 2020, a sequência chega aos cinemas depois de diversos adiamentos provocados pela pandemia de Covid-19. A expectativa é de que sua arrecadação consiga se aproximar à do seu antecessor, que foi a maior bilheteria de 1986. No que depender do burburinho causado durante a sua divulgação, esse objetivo pode estar perto de ser alcançado. Nas últimas semanas, Cruise compareceu às sessões de pré-estreia do filme em Londres, prestigiada por Kate Middleton e príncipe William, e no Festival de Cannes, onde foi recebido com acrobacias aéreas da “Esquadrilha da Fumaça” francesa e com uma Palma de Ouro honorária. Tantas homenagens mostram que os anos não esfriaram o namoro entre o astro norte-americano e a indústria cinematográfica.

Veja também

Rapper Snoop Dogg exalta batata de Marechal em rede social; veja vídeo
REDES SOCIAIS

Rapper Snoop Dogg exalta batata de Marechal em rede social; veja vídeo

Famosas apoiam Klara Castanho após carta aberta da atriz sobre estupro e gravidez
REDES SOCIAIS

Famosas apoiam Klara Castanho após carta aberta da atriz sobre estupro e gravidez