Diretor de "O Silêncio dos Inocentes" morre aos 73 anos

Jonathan Demme faleceu nesta quarta (26) em seu apartamento em Manhattan, cercado por sua família

Jonathan Demme lutava contra um câncer de esôfagoJonathan Demme lutava contra um câncer de esôfago - Foto: Giuseppe Cacace/AFP

Jonathan Demme, diretor premiado com o Oscar por "O Silêncio dos Inocentes", morreu nesta quarta-feira (26) aos 73 anos em Nova York devido a complicações de um câncer, informou seu agente.

"Posso confirmar que Jonathan faleceu nesta manhã em seu apartamento em Manhattan, cercado por sua esposa, Joanne Howard, e três filhos", afirmou seu agente em um comunicado. "Morreu por complicações de câncer de esôfago e deixou seus filhos, Ramona, de 29 anos, Brooklyn, de 26 anos, e Jos, de 21 anos", acrescentou.

Apesar de uma carreira sólida de mais de quatro décadas, com incursões em diferentes gêneros, incluindo o documentário, Demme ficou mais conhecido por "O Silêncio dos Inocentes"), protagonizado por Anthony Hopkins e Jodi Foster e pela qual ganhou um Oscar como melhor diretor em 1992.

Seu filme seguinte, "Filadélfia" (1993), também foi aclamado e valeu um Oscar de melhor ator para Tom Hanks. Seus fãs, amigos e ex-colegas reagiram de imediato à notícia. "Profundamente entristecida pelo falecimento de um homem brilhante - diretor, pai, amigo, ativista", escreveu a atriz britânica Thandie Newton no Twitter.

Demme será enterrado em uma cerimônia familiar privada. Invés de flores, a família pediu doações para uma organização com sede na Flórida, que trabalha para proteger imigrantes, a ONG Americans For Immigrant Justice.

Veja também

Webnário aborda o trabalho de Lula Côrtes nas artes visuais
Artista pernambucano

Webnário aborda o trabalho de Lula Côrtes nas artes visuais

EP 'Tribunal do Feicebuqui', de Tom Zé, chega ao streaming
Música

EP 'Tribunal do Feicebuqui', de Tom Zé, chega ao streaming