MUNDO

Disney: visitantes enfrentam menos filas, mas direção dos parques se preocupa e faz promoção

Sucessão na direção, números do streaming, briga com governo da Flórida, ingressos mais caros e, agora, sumiço das filas preocupam companhia

Mickey MouseMickey Mouse - Foto: Walt Disney Company/Divulgação

Leia também

• Disney revela seu vasto arquivo para comemorar aniversário

• Marca italiana lança scooter inspirada no Mickey Mouse pelos 100 anos da Disney

• Empregados da Disney em Paris ocupam castelo da Bela Adormecida e fazem greve por reajustes

Os visitantes dos parques temáticos da Disney neste verão estão se deparando com algo que não viam há algum tempo: espaço para se acomodar. De acordo com o The Wall Street Journal ( WSJ), citando dados de analistas e consultores de viagens, o tempo de espera em filas no complexo principal dos parques na Flórida diminuiu nesta temporada, com o fim de semana do Dia da Independência, por exemplo, sendo um dos mais fracos em quase uma década.

Eles atribuem a desaceleração ao recente sinal de que os aumentos nos preços da Disney e as mudanças na operação do parque reduziram o interesse das famílias em viajar ao local. Alguns executivos da empresa já esperam ganhos menores em seus parques nos EUA este ano.

Prova disso, é que o resort da área de Orlando está oferecendo descontos em hotéis na época do Natal, normalmente um período de pico.

Além do movimento mais fraco nos parques, a Disney vem enfrentando um conjunto de desafios, desde perdas em streaming até a sucessão de executivos e uma briga política e legal com o governador da Flórida, Ron DeSantis.

Um passeio mais rápido
Segundo o WSJ, nas últimas semanas, os visitantes dos parques tiveram tempos de espera significativamente menores para entrar nas atrações, citando dados da Touring Plans, que monitora as filas nos principais parques de diversões, incluindo Disney World e a Disneyland, na Califórnia. Tempos de espera mais curtos geralmente estão relacionados a menos gente.

No parque temático Disney's Hollywood Studios, na Flórida, que abriga as atrações de sucesso de Star Wars, o dia 4 de julho foi o terceiro dia menos movimentado do ano passado, de acordo com a Touring Plans.

O tempo médio de espera no Magic Kingdom na Flórida - que tem uma exibição especial de fogos de artifício em 4 de julho - foi de 27 minutos este ano, abaixo dos 31 minutos em 2022 e dos 47 minutos em 2019.

O calor, a umidade e as fortes chuvas do verão da Flórida tornam a estação relativamente tranquila nos parques temáticos do estado. As temperaturas ultrapassaram os 37 graus centígrados em vários dias no início de julho.

Uma outra teoria sobre a redução de filas é que a Disney e outras empresas de parques temáticos poderiam estar ajustando os tempos de espera dos brinquedos para direcionar os visitantes para áreas dentro dos parques. Tempos de espera mais longos também podem refletir problemas operacionais, como brinquedos quebrados.Durante a teleconferência de resultados da empresa em maio, a ex-diretora financeira da Disney Christine McCarthy disse que a empresa previa uma demanda menor para os parques dos EUA no segundo semestre do ano, em parte devido ao fim da comemoração do 50º aniversário da Disney World.

De acordo com agentes de viagem, ainda assim, a "calmaria" de 4 de julho indica que os turistas esfriaram um pouco as férias em parques temáticos.

"Pelo que estamos vendo em nossas reservas, a demanda reprimida mudou um pouco para os cruzeiros e a Europa", diz Greg Antonelle, coproprietário da MickeyTravels, uma agência de viagens com sede em Windermere, Flórida.

Veja também

Ex de Nahim não deixará filha do cantor ir ao velório: 'Não perca tempo'
Nahim

Ex de Nahim não deixará filha do cantor ir ao velório: 'Não perca tempo'

"Esquecidos por Deus": espetáculo baseado em livro de Cícero Belmar estreia no Recife
Teatro

"Esquecidos por Deus": espetáculo baseado em livro de Cícero Belmar estreia no Recife

Newsletter