Documentário brasileiro "Menino 23" disputa vaga no Oscar

O filme conta a história de 50 meninos levados de um orfanato no Rio para uma fazenda no interior de São Paulo

O governador Paulo Câmara (PSB), o governador de Alagoas, Renan Filo (PMDB), e o prefeito Geraldo Julio (PSB)O governador Paulo Câmara (PSB), o governador de Alagoas, Renan Filo (PMDB), e o prefeito Geraldo Julio (PSB) - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O filme "Menino 23 - Infâncias Perdidas no Brasil", dirigido por Belisário Franca, está na lista de inscritos para o Oscar na categoria de melhor documentário. Ele concorre com outros 144 títulos a uma das cinco vagas. O filme, ganhador de melhor roteiro e montagem no Cine Ceará e que já esteve em cartaz em São Paulo, conta a história de 50 meninos levados de um orfanato no Rio para uma fazenda no interior de São Paulo para serem submetidos a trabalhos forçados e violência física.

A família que escravizou as crianças no período do Estado Novo fazia parte do movimento integralista e simpatizante do nazismo. Da lista de 145 filmes, a Academia vai selecionar 15 documentários, cujos títulos serão conhecidos em dezembro. Em janeiro, após nova seleção, serão anunciados os cinco finalistas. Entre os concorrentes mais fortes de "Menino 23" está "A 13ª Emenda", filme da diretora Ava DuVernay sobre racismo e o sistema carcerário dos Estados Unidos.

Confira o trailer da obra

Veja também

Tom Hanks: dores no corpo, fadiga e falta de concentração
Covid-19

Tom Hanks: dores no corpo, fadiga e falta de concentração

Rossellini e produções brasileiras no Cinema #EmCasaComSesc
Cinema

Rossellini e produções brasileiras no Cinema #EmCasaComSesc