Documentário de PE premiado no Rio

"Super Orquestra Arcoverdense de Ritmos Americanos" venceu duas categorias do Festival do Rio, que terminou neste domingo (16)

Um Amor ImpossívelUm Amor Impossível - Foto: Divulgação

O documentário pernambucano "Super Orquestra Arcoverdense de Ritmos Americanos" venceu duas categorias da 18ª edição do Festival do Rio, que terminou no último domingo (16). O diretor do longa, Sérgio Oliveira, e o fotógrafo, Fernando Lockett, saíram vitoriosos (Fernando dividiu com Heloisa Passos, por "Mulher do pai").

Entre os principais vencedores estão "Fala comigo", de Felipe Sholl (melhor longa de ficção), um drama sobre as obsessões de um jovem de 17 anos, e "A luta do século", de Sérgio Machado, que trata da rivalidade entre os boxeadores Luciano Todo Duro e Reginaldo Holyfield, ídolos do esporte no Nordeste (melhor longa de documentário).

Veja também

Ney Matogrosso é vacinado contra Covid no Rio de Janeiro
Vacina

Ney Matogrosso é vacinado contra Covid no Rio de Janeiro

'A Sombra de Stalin' retrata crime soviético com silêncio refinado
CINEMA

'A Sombra de Stalin' retrata crime soviético com silêncio refinado