Sertão do Pajeú

Documentário marca 10 anos de carreira do trio "As Severinas"

Artistas enaltecem a cultura local, com pé de serra, forró, cantoria de viola, xote, xaxado e baião

Trio musical "As Severinas"Trio musical "As Severinas" - Foto: Géssica Amorim

O trio musical de mulheres pajeuzeiras “As Severinas” está lançando o documentário As Severinas - 10 anos, disponível no canal do youtube da banda, para comemorar uma década de trajetória. 

Sob a direção de Eduardo Crispim, as artistas Isabelly Moreira (triângulo, vocais e declamações), Monique D'Angelo (vocal e sanfona) e Marília Correia (zabumba) detalham como a espontaneidade e a amizade foram a base para surgimento do trio e para o amadurecimento ao longo do tempo.

O universo do pé de serra, forró, cantoria de viola, xote, xaxado, baião se faz presente nas obras, como lembram os depoimentos de músicos, produtores e amigos que participaram do documentário. Entre eles estão os poetas Antonio Marinho e Dedé Monteiro, além da artista Luna Vitrolira. A edição também traz registros de shows e uma conversa descontraída com As Severinas.

"Nós buscamos cultivar as nossas raízes, refazendo o modo de cantar a obra de artistas consagrados como Marinês, Anastácia, Dominguinhos e tantos outros nomes. Também introduzimos trabalhos que gostamos, como Vander Lee, Elton Moraes, Chico César, e por aí vai, dando uma nova roupagem, misturando as formas”, comenta Isabelly Moreira. 

Os shows do trio também são marcados por declamações de poetas populares, com versos autorais e de Rafaelzinha, Simone Passos, Mocinha de Passira, João Paraibano e tantos outros.

O documentário “As Severinas - 10 anos” tem o incentivo da Lei Aldir Blanc, do Governo de Pernambuco e conta com o apoio da Fundação Cultural Cabras de Lampião.

Veja também

Pabllo e Juliette, entre famosos que apoiaram Gil após homofobia
Gil do Vigor

Pabllo e Juliette, entre famosos que apoiaram Gil após homofobia

Morre André Luiz Madureira, fundador do Balé Popular do Recife
Luto

Morre André Luiz Madureira, fundador do Balé Popular do Recife