Cultura+

Documentário sobre Toritama, a 'capital do jeans' chega ao Festival de Berlim

'Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar', de Marcelo Gomes, estará na mostra Panorama, junto com Greta, do cearense Armando Praça

Cineasta Marcelo Gomes, do documentário sobre ToritamaCineasta Marcelo Gomes, do documentário sobre Toritama - Foto: Tobias Schwarz/AFP

O cinema brasileiro, mais precisamente o da pujante produção do Nordeste, emplacou dois longas no próximo Festival de Berlim: "Greta" e "Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar". Ambos farão parte da mostra Panorama, seção paralela à competição principal do evento.

"Greta" marca a estreia do cearense Armando Praça na direção. O drama conta a história de um enfermeiro homossexual, amigo de uma travesti em estado terminal, que se afeiçoa a um jovem com problemas policiais. Marco Nanini e Denise Weinberg fazem parte do elenco.

Já o veterano Marcelo Gomes, figura frequente em Berlim, exibe "Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar", documentário sobre a cidade de Toritama, em Pernambuco, que se autoproclama como a capital brasileira do jeans. Ali, mostra o filme, os trabalhadores da indústria têxtil só têm descanso na época do Carnaval. Os dois filmes são produzidos pela pernambucana Carnaval Filmes.



Leia também:
Brasil está fora da corrida do Oscar de melhor filme estrangeiro
Filme mostra ligação de Bethânia e escola de samba Mangueira
Festival de Berlim anuncia primeiros filmes na competição 2019


A mostra alemã, uma das mais importantes do calendário, acontece de 7 a 17 de fevereiro. Na competição principal, disputam, os novos longas do francês François Ozon ("Grâce à Dieu), do canadense Denis Côté ("Répertoire des Volles Disparues") e do alemão Fatih Akin ("Der Goldene Handschu").

Curioso notar que a Berlinale, sempre muito aberta à produção brasileira, acolhe mais uma vez um documentário e um drama que aborda sexualidade - gêneros com o qual o país tem se destacado nesse festival. No ano passado, o cearense Karim Aïnouz exibiu o documental "Aeroporto Central", e os gaúchos Filipe Matzembacher e Marcio Reolon mostraram "Tinta Bruta", que ganhou o prêmio Teddy, voltado a obras com temática LGBT.

Veja também

Olha! Recife oferece cinco opções de passeios gratuitos
Turismo

Olha! Recife oferece cinco opções de passeios gratuitos

'Os três super porquinhos' faz apresentação no Pina
Teatro

'Os três super porquinhos' faz apresentação no Pina